sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

MEIO AMBIENTE E SEGURANÇA DO TRABALHO

Por Manoel TrajanoEngenheiro Civil e  de Segurança do Trabalho e Gás NaturalProfessor Universitário


Meio Ambiente e Segurança do Trabalho fazem parte de um mesmo contexto. A natureza está dentro e fora do homem,assim como os riscos e as proteções necessárias.O que diz respeito ao que potencialmente pode lesar o homem tambem lesa a natureza e seus elementos primordiais fauna,flora,ecossistema,cadeia alimentar,habitat,biomassa,enfim tudo.No ambiente de trabalho o meio ambiente está presente por inteiro.Hoje ainda tem um porem,temos a qualidade na frente destes aspectos e junto com eles a saude ocupaiconal do trabalhador e do cenario em que convive,respira,interage.

Na disciplina Higiene e Segurança do Trabalho entre os varios cursos que ministro aula,uma experiencia gratificante foi interagir com a turma de Gestao de Meio Ambiente do SENAI em que ao final da disciplina fui agraciado com belas apresentações em slide e trabalho escrito da Turma dedicada e comprometida que trouxe temas como SGI-Sistema de Gestao Integrada,HST e Meio Ambiente na Area Hospitalar e na Area de Saneamento Basico,alem de interaçoes da turma com a outra de Gestão em Logistica.

Como dizemos aqui na Bahia: "Foi massa!"

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

O lápis

Mario Prata
Texto publicado em 07/07/2004 no jornal O Estado de S.Paulo

O lápis
Sem eletricidade pela manhã e precisando escrever um texto, procurei as canetas.
Secas, falhando ou soltando tinta demais, sabe como é? E ali estava um lápis que eu
não tenho a menor idéia de como surgiu e há quanto tempo. A ponta apontada.
Comecei a escrever com o lápis. Algumas coisas começaram a acontecer na minha
memória e no meu coração. Voltei correndo para o Grupo Escolar D. Henrique Gelain
(emérito bispo da diocese de Lins) e comecei a recordar das primeiras letras, ditadas
pela dona Gessy Beozzo, no caderno de caligrafia. Senti que a minha mão ainda fluia
bem com o lápis. Além de tudo, é higiênico.
Só que a ponta acaba. E foi com uma afiada faca de churrasco que fiz o serviço. Que
prazer, gente, fazer a ponta de um lápis. Fiz devagarzinho para não desperdiçar a
emoção da minha volta ao passado.
E me lembrei que todos nós começamos a escrever com ele. Mas, ainda com sete anos,
o sonho era começar a usar a caneta tinteiro e o mata-borrão. Mas isso era coisa para o
pessoal mais velho, do segundo ano, na classe da dona Clara. A caneta era com pena
que a gente mergulhava no tinteiro. Voltava imundo para casa. Aí o sonho era a caneta
Parker (que eu um dia escrevi aqui Park) que já vinha com tinta que a gente carregava
em casa, num mecanismo avançadíssimo.
Depois o sonho foi a Lettera 22, depois a IBM de bolinha (dava para apagar os últimos
dígitos errados) e depois veio o computador e agora o sonho é um Pentium 5. E o lápis
ficou lá atrás. Só que ele não seca, não acaba e não suja.
Aí me lembrei que existiam uns lápis que tinham uma borrachinha na outra ponta. Para
apagar erros. Não resisti, sai e comprei. Não um, mas vários. E, é claro, um apontador.
Não aqueles modernos com manivela, de mesa, mas daqueles pequenininhos, que hoje
são de plástico transparente. Na minha época não existia plástico. Eles eram de madeira
mesmo. Aproveitei e comprei uma caixa de lápis colorida. Trinta e duas cores. Uma lata
bonita.
Aí, não tendo mais o que inventar para brincar, resolvi escrever um texto com letra de
forma (porque se chama de forma?), escanear e ver se o computador reconhecia o meu
texto. Não. Não por culpa dele, mas pela minha letra mesmo que, nestas últimas
décadas, dado ao desuso, não apenas o computador não reconhece. Afinal, hoje em dia,
além de preencher cheques, para que serve escrever à mão? Como para que serve
saber somar ou subtrair se as maquininhas estão aí? Para que serve o curso primário?
É aqui que eu queria chegar. Não adianta o governo testar alunos e professores e
universidades. Vai dar sempre zebra. O buraco é bem mais embaixo senhor Ministro da
Educação. Vamos voltar ao lápis e ao dois mais dois. Vamos começar pela base. Vamos
escrever a lápis. Mesmo porque, se não der certo, a gente apaga e começa de novo.

Faz bem sonhar acordado


Thomaz Wood Jr.
13.11.2013
La science des rêves (2006) é um filme francês de verve surrealista, dirigido por Michel Gondry. O ator mexicano Gael García Bernal vive Stéphane Miroux, jovem cujos sonhos avançam frequentemente sobre a realidade. Gondry traz o espectador para o mundo de Stéphane, borrando frequentemente a linha que separa imaginação e realidade. À época do lançamento, A. C. Scott, crítico de cinema do jornal The New York Times, observou que o filme, com sua intensa peculiaridade, seu desapego às leis da física e da linguagem cinematográfica, seu desrespeito pela lógica e pela coerência, traz paradoxalmente um registro autêntico e fidedigno da vida. Jessica Lahey, em texto veiculado no website da revista The Atlantic, faz uma defesa dos encantos de sonhar acordado e, indiretamente, dos Stéphane Miroux que ainda teimam em navegar com a mente solta por uma sociedade obcecada pela objetividade. Seu foco de atenção (e preocupação) são os mais jovens: as crianças bombardeadas continuamente com estímulos e atividades, sem tempo para flanar livres pelo mundo da imaginação. Entre os mais jovens, o grande inimigo dessa saudável navegação interior são as distrações tecnológicas: a tevê, os videogames e outras armadilhas eletrônicas. A mensagem de Jessica Lahey, como a de Gondry, serve a todas as idades. Sonhar acordado é, segundo Lahey, o que ocorre quando a mente, livre das preocupações do dia a dia, vaga sem amarras entre pensamentos randômicos e memórias aleatórias. Trabalhos clássicos da Psicologia, anota a autora, situam a atividade de sonhar acordado como uma função cerebral fundamental: uma forma de pensar essencial para manter nossa saúde emocional e intelectual. Para o observador externo, pode parecer pura preguiça. No entanto, o ato de sonhar acordado se relaciona ao desenvolvimento da autoconsciência e da criatividade, à capacidade de planejamento e de improvisação, à possibilidade de reflexão profunda sobre as experiências cotidianas e ainda ao raciocínio moral. A aparência pode ser de devaneio sem rumo, porém o cérebro pode estar operando um processo neurológico complexo, sofisticado e produtivo. Viajar despreocupadamente por emoções imperfeitas e pensamentos (aparentemente) desconexos tem ainda efeito terapêutico: alivia a tensão e o estresse. Conclusões de Jessica Lahey: cultivar o silêncio e sonhar acordado é essencial. Então, sugere a autora, corte as distrações eletrônicas e reserve tempo para os devaneios, caminhe sem rumo nem fones de ouvido. O inglês Neil Gaiman, autor de romances, livros infantis e quadrinhos, declarou recentemente em uma palestra para a Reading Agency (reproduzida pelo jornal The Guardian) que o nosso futuro depende de livrarias, da leitura e da capacidade de sonhar acordado. O autor abriu sua palestra mencionando que a próspera indústria americana de construção de prisões usa como variável para a previsão da demanda (a necessidade futura de celas) o percentual de crianças com 10 e 11 anos incapazes de ler. Significativo! Para Gaiman, temos a obrigação de sonhar acordados e usar a imaginação. Essas atividades nos fazem criar mundos alternativos, que nos permitem construir o futuro. No mundo do trabalho, a atividade de sonhar acordado já teve dias melhores. Muitas organizações contemporâneas declaram amor incondicional pela criatividade e pela inovação. Paradoxalmente, continuam a refrear, disciplinar ou expelir seus sonhadores. Eles resistem como podem, sonhando acordados para enfrentar o tédio no trabalho. A Revolução Industrial e a ascensão das linhas de montagem sepultaram a criatividade e exilaram os sonhadores. À medida que o fordismo-taylorismo cruzou as fronteiras das fábricas e avançou no mundo do comércio e dos serviços, os sonhadores foram estigmatizados e encurralados. A eles foram destinados apenas os pequenos territórios e as margens. Não lhes restaram nem os territórios da cultura, cujas províncias foram significativamente rebatizadas de indústrias criativas, agora sintomaticamente unidas em torno da economia criativa. Tudo pelo mercado!

Thomaz Wood Jr. escreve sobre gestão e o mundo da administração. thomaz.wood@fgv.br

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

ÁGUA movida a ENERGIA SOLAR!





 
  Exército inaugura poço artesiano movido a energia solar no RN

Obra beneficiará 32 famílias na cidade de São João do Sabugi, no Seridó.
Poço será primeiro a utilizar energia solar como sistema de abastecimento.

O mesmo sol que não dá trégua para chuvas alimentará a fonte de água de uma comunidade rural na região Seridó do Rio Grande do Norte. Como parte das obras de combate à seca, o Exército Brasileiro inaugura nesta sexta-feira (20) um poço artesanal movido a energia solar no Sítio Juá, localizado no município de São João do Sabugi. O Comando Militar do Nordeste tem a meta de instalar 200 poços artesianos na região nordestina
O poço do Sítio Juá será o primeiro dos poços que estão sendo construídos no Nordeste a utilizar a energia solar em caráter experimental. A obra beneficiará 32 famílias da comunidade rural. Antes da nova forma de abastecimento, os moradores precisavam buscar uma água de qualidade ruim nas proximidades ou aguardar a chegada dos carros-pipa trazidos pelo Exércio Brasileiro. O poço tem 60 metros de profundidade e uma vazão de 1.000 litros de água por hora.

O sol servirá como fonte de energia para movimentar a bomba hidráulica, armazenando água na cisterna com capacidade para 10.000 litros. O Exército acrescenta que a fonte de energia irá desonerar tanto a prefeitura da cidade quanto a população, fornecendo água de boa qualidade com baixo custo de operação e manutenção.

A perfuração e instalação de cada poço artesiano custa entre R$ 10 mil e R$ 30 mil, fora os custos adicionais para a construção da "edícula", que consiste na última fase da obra, onde uma estrutura é construída para abrigar o poço. Nessa área de 100 metros quadrados é levantada uma cerca com arame farpado, edificada uma casa de bombas, instalado o suporte para a caixa d´água e realizadas as instalações elétricas e hidráulicas, além das ligações e torneiras.

O valor de perfuração varia de acordo com a profundidade e o tipo do solo. Os sistemas de bombeamento podem ser elétricos, eólicos ou solares.

Até o momento 42 poços foram perfurados e instalados nos estados do Rio Grande do Norte (
CaicóEquador,  Lagoa Nova,Parelhas, São João do Sabugi, São José do SeridóRafael FernandesEncanto),Ceará (Crateús e Tauá) e Paraíba(JuazeirinhoSolânea e Cajazeirinhas).

No total, o Exercito Brasileiro vai perfurar e instalar 200 poços artesianos no Nordeste, dos quais 40 no RN, 40 no Ceará, 40 no Piauí, 40 na Paraíba e 40 na Bahia. As obras ficam por conta das cinco unidades militares diretamente subordinadas ao Comando do 1º Grupamento de Engenharia do Exército Brasileiro.

A inauguração do poço movido a energia solar de São João do Sabugi contará com uma apresentação da Banda de Música da Guarnição Militar de João Pessoa no Sítio Juá. A solenidade contará com a presença de autoridades militares e civis.


 
 




 

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

COMENTÁRIO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E PREVENÇÃO DE DESASTRES

Por Manoel Trajano
 
A sociedade e a imprensa precisa parar com essa hipocrisia de botar toda culpa da chuva e os estragos na cidade nos governantes e estes em São Pedro .Todos (exceto São Pedro) tem sua parcela de responsabilidade.A população é a primeira pela falta de educação de DIARIAMENTE jogar lixo na rua,entupir os bueiros,as sarjetas,os caminhos das drenagens pluvais,a Prefeitura tem seu papel de garantir novas obras,ampliações e MANUTENÇÃO da infra-estrutura(papel da SUCOP,ex-SUMAC)preventivamente e não corretivamente e com qualidade e numero de pessoas adequados com tempo de resposta bem mais curto do que a longevidade atual.Nossas cidades são... inchadas,mal ou não planejadas,vivem em função de Verão e tratam as tragedias individuais e coletivas como coisas passageiras e que caem no esquecimento.Pessoas mal educadas que constroem rampas de garagens obstruindo o fluxo da agua na ruas,fazem "gatos" sem orientação tecnica adequada e não contam com orgaos omissos fiscais que deveriam atuar PREVENTIVAMENTE mas carecem de interesse politico e de quadro de funcionarios por atrativos remuneratórios vergonhosos.Lixos nas encostas,lixos nas ruas e córregos,não se tem educação e a culpa é unicamente do excesso de chuva.São Pedro nada tem a ver com isso,até pq a Natureza atua independentemente da vontade humana e o homem as vezes bota desculpa no aquecimento global como se as consequencias de hoje fossem do que fizemos ontem(na cronologia da Terra o ontem se refere as ultimas decadas,ultimo seculo,um dia destes...).Vamos parar com isso! Numa cidade em que não se tem UMA CAMPANHA PUBLICA pela coleta seletiva.a população não tem moral para reclamar de nada,até porque está pensando na proxima "lavagem",em que beco com que banda. Me deixe viu...

Manoel Trajano é Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E PREVENÇÃO DE DESASTRES

Por Manoel Trajano*
 
A sociedade e a imprensa precisa parar com essa hipocrisia de botar toda culpa da chuva e os estragos na cidade nos governantes e estes em São Pedro .Todos (exceto São Pedro) tem sua parcela de responsabilidade.A população é a primeira pela falta de educação de DIARIAMENTE jogar lixo na rua,entupir os bueiros,as sarjetas,os caminhos das drenagens pluvais,a Prefeitura tem seu papel de garantir novas obras,ampliações e MANUTENÇÃO da infra-estrutura(papel da SUCOP,ex-SUMAC)preventivamente e não corretivamente e com qualidade e numero de pessoas adequados com tempo de resposta bem mais curto do que a longevidade atual.Nossas cidades são... inchadas,mal ou não planejadas,vivem em função de Verão e tratam as tragedias individuais e coletivas como coisas passageiras e que caem no esquecimento.Pessoas mal educadas que constroem rampas de garagens obstruindo o fluxo da agua na ruas,fazem "gatos" sem orientação tecnica adequada e não contam com orgaos omissos fiscais que deveriam atuar PREVENTIVAMENTE mas carecem de interesse politico e de quadro de funcionarios por atrativos remuneratórios vergonhosos.Lixos nas encostas,lixos nas ruas e córregos,não se tem educação e a culpa é unicamente do excesso de chuva.São Pedro nada tem a ver com isso,até pq a Natureza atua independentemente da vontade humana e o homem as vezes bota desculpa no aquecimento global como se as consequencias de hoje fossem do que fizemos ontem(na cronologia da Terra o ontem se refere as ultimas decadas,ultimo seculo,um dia destes...).Vamos parar com isso! Numa cidade em que não se tem UMA CAMPANHA PUBLICA pela coleta seletiva.a população não tem moral para reclamar de nada,até porque está pensando na proxima "lavagem",em que beco com que banda. Me deixe viu...



Manoel Trajano é Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Msn: engmtrajano@hotmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Curso Perícia Ambiental – Desconto CREA/BA


Elaboro junto com parceiros profissionais de Meio Ambiente ou apenas como Profissional de Segurança quando couber documentos como EIA,RIMA,PEA,PGRSS,PGR,etc.
 
Em parceria ainda dou assessoria e consultoria Ambiental.
 
Sds,
 
Trajano

 

 





--

Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Msn: engmtrajano@hotmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

sábado, 21 de setembro de 2013

DESCARTE DE OBRA EM SALVADOR

Depositar material de obra em via pública, ainda que em contêineres, está proibido. A determinação consta da portaria 128/2013, publicada no Diário Oficial do Município no dia 13 de setembro, e visa preservar o meio ambiente, evitar transtornos ao trânsito e garantir que o passeio fique livre de entulho. Os contêineres devem ficar dentro dos limites da construção. Proprietários de imóveis ou responsáveis técnicos terão 30 dias para se adequar à norma.http://goo.gl/Qd6U9m

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Ruralistas voltam ao ataque






Na semana que passou, Kátia Abreu (PSD-TO) voltou a atacar publicamente os direitos indígenas às suas terras ocupadas tradicionalmente.

Greenpeace

Olá, Manoel Trajano Leal De Andrade!

Na semana que passou, Kátia Abreu (PSD-TO) voltou a atacar publicamente os direitos indígenas às suas terras ocupadas tradicionalmente. Há mais de 500 anos, quando os colonizadores portugueses chegaram ao Brasil, os índios eram vistos com o mesmo olhar conservador expresso no último sábado (7), em pleno século XXI, pela digníssima senadora da República, em artigo publicado no jornal Folha de São Paulo.

Com argumentos retrógrados e preconceituosos, que representam total desconhecimento sobre a cultura e a História do Brasil, a Senadora (eleita para representar os interesses de todo povo brasileiro) insiste numa cartilha desatualizada, com os mesmos velhos argumentos usados na batalha para destruir o Código Florestal em 2011.

E a mesma história se repete: tanto durante a disputa pelo Código Florestal como agora com o ataque aos direitos indígenas, os ruralistas liderados por Kátia Abreu mostram as garras em Brasília e, no campo, os índices de desmatamento voltam a crescer.

Hoje, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apresentou os dados do sistema Deter, que mostrou uma perda florestal de 2765,6 km2 de agosto de 2012 a julho de 2013. Isso significa uma tendência de aumento do desmatamento de 35% com relação ao período anterior. É a consolidação, na prática, da ofensiva que se abre no Congresso, que busca ampliar a oferta de terras ao excludente modelo do agronegócio nacional.

A face da bancada ruralista, da qual Kátia Abreu é representante de peso, é o retrato anacrônico do Brasil feudal nos tempos em que o Brasil novo, aquele que mostrou as caras nas ruas no último mês de junho, clama por uma mudança urgente nas práticas de se fazer política e no modelo de desenvolvimento, que ainda promovem a exclusão de milhares de brasileiros.

Se você, como nós, também quer que o Brasil seja a vanguarda econômica, social e ambiental do mundo, junte-se a essa corrente e assine pelo Desmatamento Zero. Diga à Kátia e seus comparsas que queremos e vamos lutar por um novo Brasil, onde preservação do meio ambiente e inclusão social estarão na ordem do dia.

Abraços,
Danicley de Aguiar
Coordenador da Campanha Amazônia
Greenpeace

Junte-se a nós
FacebookTwitterGoogle+
Greenpeace

Para garantir que nosos comunicados cheguem à sua caixa de entrada, adicione o
email relacionamento@mailing.greenpeace.org na sua lista de contatos.
O Greenpeace respeita sua privacidade e seu conforto na internet.
Caso não queira mais receber nossos emails, por favor, descadastre-se aqui. Política de Privacidade.




sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Curso de Pericia Ambiental







PERÍCIA JUDICIAL AMBIENTAL

Curso em Salvador/BA

 

10% de desconto para associados a ABESE

 

Estão sendo oferecidas vagas para o curso Perícia Judicial Ambiental em Salvador, que ocorrerá de 07 a 11 de Outubro de 2013.

O curso é destinado à profissionais com curso superior que atuam ou pretendam atuar como perito judicial ou assistente técnico na área

de meio ambiente, proporcionando aos participantes o conhecimento da prática, da burocracia e dos elementos básicos da perícia judicial ambiental.

 

Seguem abaixo informações sobre o curso a ser realizado em Salvador/BA:

 

Local: CDL Salvador

Endereço: Rua Carlos Gomes, 1063 - Aflitos - Salvador – BA

Período:  De 07 a 11 de outubro de 2013

Horário:  das 18:30 h as 22:30 h

Carga Horária:  20 horas

 

O que o curso oferece:

 

Material didático: Apostila Perícia Judicial, Apostila Perícia Ambiental e CD-ROM

Suporte Técnico gratuito por 6 meses após o curso.

Cadastro no site Nacional de Peritos:

Certificado de Participação

 

Informações e Inscrições:

Através do telefone (53) 3231 36 22/ 0800 6003622

E-mail: fernanda@manualdepericias.com.br

Site: http://www.manualdepericias.com.br/pa_preinscricao-pag.asp?sigla=b6

                                              

Conteúdo:

 

Módulo I – Ministrante Eng. Rui Juliano: Tópicos como: "Quem pode ser perito judicial", "Como vir a ser perito judicial", "Laudo – prova no processo",  "Nomeação",  "Adiantamento e honorários totais", "Proposta de honorários", "Perícias judiciais e extrajudiciais", "Mercado e acesso pouco conhecido de perito e assistente técnico", "Tipos de foros e varas em que o perito pode trabalhar", "Exigências", "Facilidades do encargo" e "O perito que está iniciando", além de relatos de casos que ajudam a  ilustrar as  atividades do perito e do assistente técnico.

Módulo II - Ministrante Dr. Georges Kaskantzis: Tópicos como "Ecologia e Recursos Naturais", "Direito Ambiental", "Avaliação do Impacto Ambiental - EIA/RIMA",  "Introdução à economia ambiental e "Mercado de trabalho extrajudicial".



Apoio:




--

Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Msn: engmtrajano@hotmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 



--

Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Msn: engmtrajano@hotmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

sábado, 15 de junho de 2013

IV Evento FIEB de Meio Ambiente

 

 INSCREVA-SE

PROGRAMAÇÃO:

 

15h – Credenciamento

15h30 - Cerimônia de Abertura.

16h - Palestra 1: Novas Diretrizes para o Licenciamento Ambiental/BA
Palestrante: Eugênio Spengler -Secretário do Meio Ambiente do Estado da Bahia

16h40 - Palestra 2:  Projeto Aliança 
Palestrante: Fabiana Carvalho - Gerente de Inovação e Projetos Especiais do Instituto Euvaldo Lodi Bahia, Mestre e Bacharel em Administração pela Universidade Federal da Bahia.

17h00 - Palestra 3: Projeto Indústria Baiana Sustentável
Palestrante: Arlinda Coelho - Gerente de Desenvolvimento Sustentável  da FIEB e Mestre em Gerenciamento e Tecnologias na Indústria

17h30 - Mesa redonda – Benefícios e entraves das novas diretrizes do licenciamento ambiental
                               Mediador: Irundi Edelweiss – Vice Presidente do CIEB e Coordenador do Conselho de Meio Ambiente da FIEB – COMAM
 
Participantes da Mesa Redonda:
Representante do Ministério Público: Marcelo Henrique Guimarães Guedes
Representante da CNI: Shelley de Souza Carneiro
Representante do INEMA : Márcia Cristina Telles de Araújo
Representante do SEBRAE: Márcia Suede Leite Froes da Motta

18h30 – Coquetel.

 

Observação: programação sujeita a alteração


Local: Auditório da FIEB - Rua Edístio Pondé, 342, Stiep, Salvador, Ba
Horário: 14:30h

sábado, 1 de junho de 2013

Semana do Meio Ambiente



SEMANA DO MEIO AMBIENTE MOVIMENTARÁ SALVADOR
Durante 9 dias, eventos acontecerão em toda a cidade envolvendo a temática sustentável

Dia 5 de junho comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, e Salvador terá uma programação diversificada para aproveitar o momento e refletir sobre os modelos de produção e consumo, com atividades diversificadas que acontecerão em toda a cidade.
A programação, coordenada pela Secretaria Cidade Sustentável e construída com diversos órgãos municipais, se inicia com o plantio de coqueiros na orla no sábado, 1º de junho, abrindo uma série de plantios que acontecerão pela cidade durante a semana. Já no dia 2,  um show de Zelito Miranda no anfiteatro do Parque da Cidade trará a temática ecológica com convidados do cantor às 11 da manhã.
Um Debate sobre a revitalização do Parque São Bartolomeu e a relação das religiões de matriz africana com a ecologia acontecerá no dia 6 de junho, às 14 horas, no auditório dos correios, na Pituba. O parque São Bartolomeu terá ainda mutirões de limpeza e caminhadas ecológicas.

Salvador VerdePerto

Durante a semana serão assinados os primeiros termos de adoção de praças e áreas verdes na cidade em evento com o prefeito. Cerca de 20 praças já serão adotadas e um segundo chamamento público será publicado com novas praças disponíveis para adoção. O site do Programa Verde perto também será lançado na ocasião com informações e links mais detalhados sobre o programa.

Parque da Cidade

O Parque da Cidade, na Pituba, receberá o Projeto Parque de lazer que disponibilizará equipamentos e brinquedos infantis gratuitamente nos domingos (02  e 09 de Junho).
Uma gincana Sustentável com a temática da reciclagem premiará os sortudos  que encontrarem latas da PEPSI espalhadas pelo Parque no dia 02 de junho, com o suprimento de produtos Pepsi durante um ano. Outros 45 participantes receberão prêmios na hora também. A Gincana começa às 8:30 e quem levar 10 garrafas Pet de qualquer marca ganhará automaticamente um garrafa de Pepsi. O volume de garrafas recolhidas será doado para uma cooperativa de reciclagem em Salvador.
O Parque da Cidade receberá ainda no dia 2 uma feira de alimentos orgânicos e o plantio de mudas da Mata Atlântica por estudantes.
Dois debates encerrarão as atividades no Parque da Cidade. O Primeiro abordará Educação Ambiental e será ministrado por técnicos do Ministério do Meio Ambiente no dia 5, e o segundo falará sobre a Agenda Sustentável na Administração Pública também por técnicos do Ministério do Meio Ambiente, no dia 7. Ambos acontecerão às 9:00h no auditório do Mais Social no Parque da Cidade.

Na ocasião, a Secretaria Cidade Sustentável lançará um mapeamento de pontos de entrega de materiais recicláveis em Salvador. O instrumento servirá de guia para qualquer pessoa entregar pilhas, baterias, papel e demais materiais separados em casa, no trabalho ou em condomínios, clubes, restaurantes etc

A programação completa encontra-se no site www.sustentabilidade.salvador.ba.gov.br.



sexta-feira, 12 de abril de 2013

Monsanto vs. Mãe Terra







Caros membros da Avaaz,



É inacreditável, mas a Monsanto e outras empresas deram as caras novamente. Essas empresas sedentas por lucro querem ter 'propriedade' exclusiva sobre algo que pertence a todos nós: nossa comida! Mas se mantivermos a pressão sobre alguns países da Europa, podemos impedir esse ataque à nossa comida. Ajude a construir o maior protesto em defesa dos alimentos que já existiu clicando aqui

É inacreditável, mas a Monsanto e outras empresas deram as caras novamente. Essas empresas de biotecnologia sedentas por lucro acharam uma maneira de ter 'propriedade' exclusiva sobre algo que pertence a todos nós: nossa comida! Eles estão tentando adquirir patentes sobre os vegetais e frutas mais usados em nosso dia-a-dia, como pepinos, brócolis e melões, forçando os produtores a indenizá-los para produzir esses alimentos e tpodendo processar tais produtores caso eles não os indenizem.

Mas podemos impedí-los de comprar a nossa Mãe Terra. Empresas como Monsanto descobriram falhas na legislação Europeia para se dar bem, portanto precisamos fechar esses buracos antes que eles criem um perigoso precedente global sobre as patentes. Para isso, precisamos que países como Alemanha, França e Holanda -- onde a oposição está ganhando corpo -- peçam uma votação para acabar com os planos da Monsanto. A comunidade da Avaaz já mudou o curso de decisões de governos antes, e podemos fazer isto novamente.

Muitos fazendeiros e políticos já são contra -- só precisamos agora adicionar um pouco do poder popular para colocar pressão nestes países e manter as mãos da Monsanto longe da nossa comida. Quando chegarmos a 1 milhão de assinaturas, a Avaaz pressionará os políticos a pedirem uma votação, e entregaremos nossa mensagem em uma impactante ação presencial na frente de toda a mídia. Assine agora e compartilhe com todos para assim criarmos o maior protesto em defesa dos alimentos que já existiu:

http://www.avaaz.org/po/monsanto_vs_mother_earth_loc/?bmarLab&v=23980

Uma vez que uma patente passe a existir em um país, os acordos de comércio e negociações geralmente fazem com que outros países também se comprometam . É por isso que essas patentes transformam todo o modo como a nossa cadeia alimentar funciona: por milhares de anos, os agricultores podiam escolher quais sementes usariam sem se preocupar se seriam processados por violar direitos de propriedade intelectual. Mas agora, as empresas elaboram estratégias jurídicas caríssimas para comprar patentes de plantas convencionais e forçar os agricultores a lhes pagarem taxas de 'royalties' exorbitantes. A Monsanto e outras empresas afirmam que as patentes impulsionam a inovação, mas na verdade elas criam um monopólio corporativo da nossa comida.

Mas felizmente, o Instituto Europeu de Patentes, controlado por 38 estados-membros, cada um com direito a um voto, pode dar um fim nessas perigosas patentes dos alimentos que são produzidos usando métodos convencionais. Até mesmo o Parlamento Europeu já emitiu um comunicado opondo-se a estes tipos destrutivos de patentes. Agora, uma enorme onda de protesto da opinião pública pode pressioná-los a banirem o patenteamento dos nossos alimentos diários de uma vez por todas.

A situação já é bastante terrível -- somente a Monsanto possui 36% dos tomates, 32% dos pimentões e 49% das variedades de couve-flor registradas na UE. Com uma simples mudança regulatória, poderemos proteger nossa comida, nossos agricultores e nosso planeta do controle das grandes empresas privadas -- cabe a nós impedí-los:

http://www.avaaz.org/po/monsanto_vs_mother_earth_loc/?bmarLab&v=23980

A comunidade da Avaaz nunca teve medo de se opor ao controle das nossas instituições pelas grandes empresas privadas. Lutamos contra a máfia de Rupert Murdoch e ajudamos a garantir que as empresas de telecomunicações não colocassem suas garras em nossa Internet. Agora é a hora de defender nossa cadeia de produção alimentar do controle das corporações.

Com esperança e determinação,

Jeremy, Michelle, Oli, Dalia, Pascal, Ricken, Diego e toda a equipe da Avaaz

PS -Muitas campanhas da Avaaz foram iniciadas por membros da nossa comunidade! Comece a sua agora e vença em qualquer assunto - local, nacional ou global: http://www.avaaz.org/po/petition/start_a_petition/?bgMYedb&v=23918

FONTES:

Plantas convencionais e animais devem ser isentos de patentes, dizem deputados (em inglês) (EU Parliament)
http://www.europarl.europa.eu/news/en/pressroom/content/20120509IPR44733/html/Conventionally-bred-plants-or-animals-should-be-exempt-from-patents-say-MEPs

Presidente do Instituto Europeu de Patentes dá sinal verde para as patentes sobre plantas e animais (em inglês) (No Patents on Seeds)
http://www.no-patents-on-seeds.org/en/information/background/green-light-for-patents-on-plants-and-animals

Monsanto: todas suas sementes nos pertencem (em inglês) (Mother Jones)
http://www.motherjones.com/blue-marble/2013/02/scotus-hears-monsanto-soybean-case

Questões de patente de plantas aprofundam o caso de patentes EPO de tomate (em inglês) (IP Watch)
http://www.ip-watch.org/2012/06/13/plant-patentability-questions-deepen-in-epo-tomato-patent-case/

Patente do tomate de volta antes do apelo da EPO (em inglês) (Europolitics)
http://europolitics.eis-vt-prod-web01.cyberadm.net/business-competitiveness/tomato-patent-back-before-epo-s-enlarged-board-of-appeal-art336003-7.html


Apoie a comunidade da Avaaz!
Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas: Dona Agora





A Avaaz é uma rede de campanhas globais de 20 milhões de pessoas
que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 18 países de 6 continentes, operando em 17 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.

Você está recebendo essa mensagem porque assinou a campanha "Birmânia: Ajude a combater a Tirania" no dia 2009-08-28 usando o seguinte endereço de email: TRAJANOMANOEL@GMAIL.COM.
Para garantir que as mensagens da Avaaz cheguem à sua caixa de entrada, por favor adicione avaaz@avaaz.org à sua lista de contatos. Para mudar o seu endereço de email, opções de idioma ou outras informações pessoais, entre em contato conosco, ou clique aqui para descadastrar-se.


Para entrar em contato com a Avaaz, não responda este email, escreva para nós no link www.avaaz.org/po/contact.



--

Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Msn: engmtrajano@hotmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

sexta-feira, 22 de março de 2013

DIA MUNDIAL DA ÁGUA

Dia Mundial da Água é um dia para se repensar sobre como desperdiçamos o líquido mais valioso do mundo no auge de nossa abundância natural ao tempo que faltam políticas sérias e comprometidas para evitar a Seca que castiga o Nordeste Brasileiro e políticas sérias que evitem tragédias nas Enxurradas do Sul e Sudeste.Um país de paradoxos onde um deputado federal que foi acusado de possuir uma concessionária de motos no meio do sertão e que se ignora o quão já viável tecnica e economicamente explorar poços artesianos e levar água de qualidade a quem mais precisa.Num país em que a água que vem do céu castiga,aqui na terra a incompetência reina em não saber gerir e deixar apodrecer mantimentos doados e estragar equipamentos e itens entregues pela caridade nacional.
http://www.youtube.com/watch?v=uUUQaEG6h5w


Visite,comente e siga TERRA AMBIENTAL http://terraambiental.blogspot.com 

terça-feira, 19 de março de 2013

O que se espera de um Papa com esse nome? - Por André Trigueiro(RJ)



Em 19 de março de 2013 14:31, Manoel Trajano <trajanomanoel@gmail.com> escreveu:


Divulgo somente o que considero Bom, Belo, Justo... o BEM! - Elizabete Otelac

O que se espera de um Papa com esse nome? - Por André Trigueiro


André Trigueiro

O que se espera de um Papa com esse nome?

Qui, 14/03/13
Por André Trigueiro

Ao homenagear Francisco de Assis na escolha do nome que o acompanhará ao longo do pontificado que se inicia, o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, agora Papa Francisco, poderia se inspirar no poverello de Assis para promover algumas inovações na forma como a Igreja administra seu patrimônio e seu imenso rebanho. Respeitosamente, compartilharei aqui algumas sugestões sem a pretensão de que elas cheguem ao Vaticano – imerso em inúmeros problemas e desafios mais urgentes – mas a todos aqueles que compreendem a imensa responsabilidade que é tornar-se o primeiro Papa da história a chamar-se Francisco.

1 – Francisco de Assis veio ao mundo há oito séculos para constranger a opulência e poder político de uma igreja que se afastara dos princípios mais elementares do evangelho de Jesus. Como líder espiritual e chefe de estado, o Papa Francisco poderia dar o exemplo de austeridade sem precedentes na forma como a Igreja realiza suas compras, planeja suas obras físicas, organiza eventos e cerimônias, define logísticas de viagem e hospedagem, enfim, tudo o que represente consumo e posse de bens. Usar com parcimônia e moderação. Combater excessos de toda ordem. Ser simples por convicção e princípios éticos.

2 – Francisco de Assis é conhecido como o protetor dos animais, a quem sempre consagrou respeito e veneração. No mundo moderno, animais das mais variadas espécies ainda sofrem toda sorte de violência. Alguns são supliciados por diversão. Outros são alvos da crueldade obstinada de seus donos. As leis de proteção dos animais – presentes em vários países – não conseguem erradicar as muitas atrocidades cometidas contra os bichos. Os que são consumidos como alimentos foram reduzidos à categoria de "proteína animal", o que credenciaria seus proprietários a tratá-los como se não houvesse ali um ser senciente, capaz de sentir dor. Papa Francisco tem a preciosa chance de denunciar tudo isso e defender protocolos éticos de criação, transporte e abate de animais, bem como a proteção das espécies silvestres.

3 – Francisco de Assis também é conhecido como o padroeiro da ecologia. No "cântico das criaturas", eternizou a sacralização da natureza em suas múltiplas formas e expressões. O Papa Francisco tem a chance de reeditar o "cântico das criaturas" – versão século XXI – de forma ainda mais contundente em defesa da vida. Pode exercer sua enorme influência em favor dos recursos naturais não renováveis e dos ecossistemas ameaçados de extinção. Sem meio ambiente sadio e protegido não há "vida em abundância", parafraseando o Cristo. Sem vida, a religião não faz o menor sentido.

4 – A abnegação em favor dos pobres – que o levou inclusive a renunciar a todos os bens e viver como eles – fez de Francisco de Assis um legítimo representante da caridade, do amor ao próximo e da abnegação de si mesmo em favor dos valores espirituais. Hoje sabe-se que as principais vítimas das mudanças climáticas, da escassez de água doce e limpa, da destruição da biodiversidade e de todas as manifestações de desequilíbrio ecológico em diferentes pontos do planeta são justamente os mais pobres. O Papa Francisco tem, portanto, a oportunidade de conjugar em um mesmo movimento apostólico as lutas em favor da inclusão social e do meio ambiente. São ações que se complementam e se misturam. Uma mesma causa.

5 – Que ninguém se iluda com o fato de o Papa Francisco ser o chefe de estado de um país que ocupa uma área de apenas meio quilômetro quadrado com aproximadamente novecentos moradores. Ele é o líder espiritual de 1,2 bilhão de pessoas. O que disser, o que fizer, o que escrever, seus gestos, suas companhias, hábitos e comportamentos, risos e reprovações terão repercussão imediata mundo afora. Usar isso em favor dos valores franciscanos – humildade, simplicidade, fraternidade, abnegação em favor dos pobres, etc – fará toda a diferença.

6 – O Papa Francisco terá vez, voz e voto nos encontros multilaterais da ONU que discutem os rumos do planeta. O novo Papa pode tornar o Vaticano ainda mais ativo e presente nesses debates, qualificando seus negociadores e mobilizando católicos do mundo inteiro a acompanhar os rumos desses acordos (sobre clima, biodiversidade, água, desertificação,etc) e pressionarem pelo sucesso deles.

7 – Mesmo nas miudezas do dia-a-dia em seu novo endereço, o Papa Francisco poderá promover ajustes em favor da ecoeficiência. Consumo inteligente de água e energia, segregação de resíduos, compras públicas sustentáveis, frota de veículos mais econômica (quem sabe uma versão elétrica do papamóvel?) são medidas que podem ser otimizadas no Vaticano e estimuladas pelas paróquias do mundo inteiro. Quem sabe o novo papa interfira desde já nos protocolos do próximo conclave, e substitua por decreto o ritual de carbonização das cédulas (que sinaliza os rumos das votações pela cor das fumaças) por algum outro método que não polua ainda mais os céus de Roma?

Seja qual for o rumo que o Papa Francisco decidir tomar, terá pela frente, pelo resto de seus dias (ou de seu pontificado, posto que há o precedente da renúncia) um nome forte, emblemático, pleno de significado que marcará seus passos como o sucessor de Pedro. A simplicidade como guia, a pobreza como referência, a natureza como objeto de veneração e respeito. Que o Papa seja sempre Francisco.


FONTE: http://g1.globo.com/platb/mundo-sustentavel



---==II==---


Sobre André Trigueiro


André Trigueiro é jornalista com Pós-graduação em Gestão Ambiental pela COPPE/UFRJ onde hoje leciona a disciplina "Geopolítica Ambiental", professor e criador do curso de Jornalismo Ambiental da PUC/RJ, autor dos livros "Mundo Sustentável 2 – Novos Rumos para um Planeta em Crise" (Ed.Globo, 2012); "Mundo Sustentável - Abrindo Espaço na Mídia para um Planeta em transformação" (Ed.Globo, 2005) e "Espiritismo e Ecologia" (Ed.FEB, 2009); Coordenador editorial e um dos autores do livro "Meio Ambiente no século XXI" (Ed.Sextante, 2003). Durante 16 anos foi âncora e repórter do Jornal das Dez da Globo News. Desde abril de 2012, vem atuando como repórter do Jornal Nacional e colunista do Jornal da Globo onde apresenta o quadro "Sustentável", especialmente criado para ele na Rede Globo. É editor-chefe do programa Cidades e Soluções, da Globo News, comentarista da Rádio CBN e colaborador voluntário da Rádio Rio de Janeiro.

---==II==---


Última atualização: 17/03/2013 às 14:32
Também postado porElizabete Otelac em 14 março 2013 às 9:30 na RETRANS - REDE TRANSCULTURAL HOLISTA - Link: http://transnet.ning.com/profiles/blogs/o-que-se-espera-de-um-papa-... - Exibições: 172

----.....---==II==---.....----
  


Car@ Amig@,
Ajude a construir a Civilização do Amor, onde a Justiça, a Solidariedade e a Paz sejam vivenciadas intensamente.
A construção da PAZ começa no coração... Que as batidas do coração de cada um de nós vibre PAZ ♥ PAZ ♥ PAZ.
A Paz Mundial ocorrerá quando todos estiverem em paz. Ao darem os passos para trazerem a paz a si mesmos, vocês contribuem para a paz mundial. Vocês se tornam um modelo da paz, inspirando outros a fazer a jornada também.
Que Jesus nos envolva na Sua energia Crística e nos estimule a trabalhar na Seara da Paz e do Bem!... Que estejamos em Paz e Harmonia nesta grande Transição Planetária.
Desejemos ardentemente que o nosso mundo alcance a Paz, que todos se irmanem pelo Bem. Que somente pessoas honradas, capazes e espiritualmente conscientes ocupem cargos nos governos, bancos, empresas, instituições de ensino, saúde, mídia, produção de alimentos - todos campos que impactam a vida em nosso mundo. Visualizemos, vibremos para que assim seja!!!
A ALEGRIA está no nosso coração. A PAZ está no nosso coração. Vibremos AMOR para Tudo e Todos! Vivenciemos a beleza do Amor Incondicional. O Amor será a Religião do Século XXI.
PAZ e BEM! Muita LUZ!
Namastê!
Elizabete Otelac
Agente da Paz
Divulgadora do Bem
Sou ALEGRIA, sou AMOR, sou PAZ, sou LUZ, sou ETERNA, sou o que SOU
Exibições: 86
Tags: O_que_se_espera_de_um_Papa_com_esse_nome?_-_Por_André_Trigueiro
               



--

Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Msn: engmtrajano@hotmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319