sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

24 horas para salvar nossos oceanos




Caros amigos,



Em 24 horas, a Austrália poderá salvar um milhão de quilômetros quadrados de oceano, mas a indústria de pesca está vigorosamente se opondo à esta medida. O governo australiano está realizando uma consulta pública para receber um mandato claro e colocar o meio ambiente acima dos lucros. A consulta se encerra em 24 horas. Vamos enviar uma enchente de mensagens de apoio para salvar nossos moribundos oceanos. Envie uma mensagem agora, e encaminhe esse email para todos:
Em 24 horas, a Austrália poderá salvar um milhão de quilômetros quadrados de oceano para sempre, criando a maior reserva marinha do mundo e preservando milhares de espécies delicadas. No entanto, é preciso um protesto global para que eles vençam a indústria da pesca e as empresas de mineração, prontas para destruírem o plano.

O governo australiano está realizando uma consulta pública, esperando receber um mandato e dar um grande passo rumo a um futuro sustentável para nossos oceanos e nosso planeta. Mas a reserva vai custar dinheiro e sem um apoio maciço imediato os interesses financeiros de curto prazo da indústria poderão vencer as nossas esperanças de um futuro seguro para os nossos mares.

Temos apenas 24 horas até que a consulta se encerre -- clique para enviar sua contribuição à consulta agora, e depois encaminhe este email a todos:

http://www.avaaz.org/po/save_the_coral_sea_4/?vl

Os dados são terríveis: em 36 anos, os peixes de nossos oceanos poderiam desaparecer completamente, e em 100 anos, todos os recifes de corais poderão estar mortos. Esta ação por si só não será suficiente para virar a maré, mas vai estabelecer a maior reserva marinha do mundo!

Impedir a destruição dos oceanos do mundo exigirá uma liderança política arrojada e cidadãos dedicados a agirem. O governo australiano poderia estar na vanguarda. Mas as empresas de pesca industrial querem uma rota marítima passando dentro da área para os seus navios de pesca de longo curso.

Podemos salvar a área de um milhão de quilômetros quadrados de oceano ao inundar a consulta com apelos de todo o mundo. Vamos abafar as vozes das empresas de pesca comercial e proteger os nossos oceanos para as futuras gerações. Clique no link abaixo para enviar uma mensagem urgente, em seguida, encaminhe para amigos e familiares:

http://www.avaaz.org/po/save_the_coral_sea_4/?vl

Em 2010, membros da Avaaz ajudaram a criar a maior reserva marinha do mundo em torno das ilhas Chagos. Vamos criar uma reserva ainda maior dessa vez e lutar pelo futuro dos nossos oceanos!

Com esperança

Stephanie, David, Mia, Alice, Dalia, Diego, Antonia, Ricken e o resto da equipe da Avaaz

Mais informações:

Austrália quer tornar o Mar de Coral na maior área marinha protegida do planeta (O Publico)
http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1522504

País deve criar maior reserva marinha (O Estado de S. Paulo)
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,pais-deve-criar-maior-reserva-marinha--,803192,0.htm

Austrália terá o maior parque marinho do mundo (National Geographic)
http://viajeaqui.abril.com.br/materias/australia-tera-o-maior-parque-marinho-do-mundo

Austrália projeta o maior parque marinho do mundo (New Media)
http://www.new4media.net/pt/?det=12334&id=2432&mid=


Apoie a comunidade da Avaaz!
Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas: Dona Agora





segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

AÇÃO SUSTENTÁVEL NA FOLIA BAIANA


Grupo A TARDE apoia ação sustentável na Barra


  • ThiagoTeixeira/Agência A TARDE

    Ricardo Chaves puxa bloco com mensagem positiva


Juliana Dias

A sustentabilidade é o foco do Grupo A TARDE que, pelo segundo ano, está realizando o projeto É O Bicho - Bloco Sustentável, com o patrocínio da Petrobras.

A agremiação desfila nesta segunda-feira, 21, às 22h30, no Circuito Dodô (Barra-Ondina), liderada por Ricardo Chaves, e prevê a neutralização de CO2 pela Prima – Mata Atlântica e Sustentabilidade, além da coleta dos resíduos produzidos pelos foliões do bloco, ação realizada por uma cooperativa de catadores.

"O nosso objetivo com a iniciativa é sensibilizar a população, patrocinadores e empresários para que eles tenham uma visão mais consciente sobre o futuro do planeta. E nada melhor do que utilizar o Carnaval como vitrine, sensibilizando e estimulando outros blocos a fazerem o mesmo", disse o executivo de contas do grupo A TARDE, Andreson Moraes.

Visibilidade - Para estudiosos e ambientalistas, as iniciativas propostas com viés de sustentabilidade ajudam a sensibilizar e conscientizar a população para as questões ambientais, além de possibilitar uma visibilidade positiva.

"Se aproveita esse momento do Carnaval, onde os artistas baianos têm uma representatividade significativa para abordar assuntos e transmitir mensagens que tendem a chegar com mais simpatia para o público. Talvez se isso fosse feito numa época diferente do Carnaval, o impacto fosse menor", analisou a coordenadora do curso de Comunicação e Marketing e Relações Públicas da Unifacs, Verena Alcântara.


Fonte: www.atarde.com.br