domingo, 23 de janeiro de 2011

Empresa faz descarte ilegal de detritos no Rio Ipitanga.




Que absurdo!!!
Está cada vez mais difícil de acreditar que esse país tem jeito!

Abraços,
 
Márcio.

 

 


Os veículos foram lacrados pela Polícia Militar e um inquérito foi aberto pela 23ª Delegacia  
A empresa Litoral Limpeza Industrial foi embargada nesta sexta-feira (21) pela prefeitura de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), acusada de praticar crime ambiental. Técnicos da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SMARH) flagraram o descarte de efluentes "in natura" no rio Ipitanga. De acordo com a pasta, que já investigava o esquema, a ação era realizada diariamente, por pelo menos quatro caminhões pipas com capacidades de oito mil litros cada, até cinco vezes ao dia. Os dejetos eram descartados no rio por dois pontos dentro da área da empresa, localizada no bairro do Caji. Cada despejo representava uma economia de 40 reais para a empresa, taxa cobrada pela Embasa para receber e tratar os dejetos. Como o rio Ipitanga é afluente do Joanes, a descarga de 160 mil litros diariamente atingia a localidade de Buraquinho. O Instituto de Meio Ambiente (IMA) registrou 45 mil unidades de coliformes fecais por 100 ml de água no Joanes, tornando a praia da sua foz imprópria para banho. Os lançamentos dos limpa-fossas, além de impactar o meio ambiente, representam perigo para a população que vive próximo aos maiores rios de Lauro de Freitas, pescadores e marisqueiras. A lei prevê para este tipo de crime ambiental detenção de até cinco anos, sem direito a fiança.

 



Enviado por Maria Luiza/BA



quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

ORAÇÃO

NOSSAS MAIS SINCERAS ORAÇÕES ÀS VÍTIMAS DAS CHUVAS NO SUDESTE BRASILEIRO,EM ESPECIAL AO RIO DE JANEIRO COM MAIOR NÚMERO NA TRAGÉDIA.

Manoel Trajano
REDE CEIA

Desastre Amazônico




Caros amigos,


O Presidente do IBAMA se demitiu ontem sob forte pressão para permitir a construção do desastroso Complexo Hidrelétrico de Belo Monte, que iria devastar uma área imensa da Amazônia e expulsar milhares de pessoas. Proteja a Amazônia seus povos e suas espécies -- assine a petição para Presidente Dilma contra a barragem e pedindo eficiência energética:


O Presidente do IBAMA se demitiu ontem devido à pressão para autorizar a licença ambiental de um projeto que especialistas consideram um completo desastre ecológico: o Complexo Hidrelétrico de Belo Monte.

A mega usina de Belo Monte iria cavar um buraco maior que o Canal do Panamá no coração da Amazônia, alagando uma área imensa de floresta e expulsando milhares de indígenas da região. As empresas que irão lucrar com a barragem estão tentando atropelar as leis ambientais para começar as obras em poucas semanas.

A mudança de Presidência do IBAMA poderá abrir caminho para a concessão da licença – ou, se nós nos manifestarmos urgentemente, poderá marcar uma virada nesta história. Vamos aproveitar a oportunidade para dar uma escolha para a Presidente Dilma no seu pouco tempo de Presidência: chegou a hora de colocar as pessoas e o planeta em primeiro lugar. Assine a petição de emergência para Dilma parar Belo Monte – ela será entregue em Brasília, quando conseguirmos 150.000 assinaturas:

https://secure.avaaz.org/po/pare_belo_monte/?vl

Abelardo Bayama Azevedo, que renunciou à Presidência do IBAMA, não é a primeira renúncia causada pela pressão para construir Belo Monte. Seu antecessor, Roberto Messias, também renunciou pelo mesmo motivo ano passado, e a própria Marina Silva também renunciou ao Ministério do Meio Ambiente por desafiar Belo Monte.

A Eletronorte, empresa que mais irá lucrar com Belo Monte, está demandando que o IBAMA libere a licença ambiental para começar as obras mesmo com o projeto apresentando graves irregularidades. Porém, em uma democracia, os interesses financeiros não podem passar por cima das proteções ambientais legais – ao menos não sem comprarem uma briga.

A hidrelétrica iria inundar 100.000 hectares da floresta, impactar centenas de quilômetros do Rio Xingu e expulsar mais de 40.000 pessoas, incluindo comunidades indígenas de várias etnias que dependem do Xingu para sua sobrevivência. O projeto de R$30 bilhões é tão economicamente arriscado que o governo precisou usar fundos de pensão e financiamento público para pagar a maior parte do investimento. Apesar de ser a terceira maior hidrelétrica do mundo, ela seria a menos produtiva, gerando apenas 10% da sua capacidade no período da seca, de julho a outubro.

Os defensores da barragem justificam o projeto dizendo que ele irá suprir as demandas de energia do Brasil. Porém, uma fonte de energia muito maior, mais ecológica e barata está disponível: a eficiência energética. Um estudo do WWF demonstra que somente a eficiência poderia economizar o equivalente a 14 Belo Montes até 2020. Todos se beneficiariam de um planejamento genuinamente verde, ao invés de poucas empresas e empreiteiras. Porém, são as empreiteiras que contratam lobistas e tem força política – a não ser claro, que um número suficiente de nós da sociedade, nos dispormos a erguer nossas vozes e nos mobilizar.

A construção de Belo Monte pode começar ainda em fevereiro.O Ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, diz que a próxima licença será aprovada em breve, portanto temos pouco tempo para parar Belo Monte antes que as escavadeiras comecem a trabalhar. Vamos desafiar a Dilma no seu primeiro mês na presidência, com um chamado ensurdecedor para ela fazer a coisa certa: parar Belo Monte, assine agora:

https://secure.avaaz.org/po/pare_belo_monte/?vl

Acreditamos em um Brasil do futuro, que trará progresso nas negociações climáticas e que irá unir países do norte e do sul, se tornando um mediador de bom senso e esperança na política global. Agora, esta esperança será depositada na Presidente Dilma. Vamos desafiá-la a rejeitar Belo Monte e buscar um caminho melhor. Nós a convidamos a honrar esta oportunidade, criando um futuro para todos nos, desde as tribos do Xingu às crianças dos centros urbanos, o qual todos nós podemos ter orgulho.

Com esperança

Ben, Graziela, Alice, Ricken, Rewan e toda a equipe da Avaaz

Fontes:

Belo Monte derruba presidente do Ibama:
http://colunas.epoca.globo.com/politico/2011/01/12/belo-monte-derruba-presidente-do-ibama/

Belo Monte será hidrelétrica menos produtiva e mais cara, dizem técnicos:
http://g1.globo.com/economia-e-negocios/noticia/2010/04/belo-monte-sera-hidreletrica-menos-produtiva-e-mais-cara-dizem-tecnicos.html

Vídeo sobre impacto de Belo Monte:
http://www.youtube.com/watch?v=4k0X1bHjf3E

Uma discussão para nos iluminar:
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101224/not_imp657702,0.php

Questão de tempo:
http://oglobo.globo.com/economia/miriam/posts/2011/01/13/questao-de-tempo-356318.asp

Dilma: desenvolvimento com preservação do meio ambiente é "missão sagrada":
http://www.pernambuco.com/ultimas/nota.asp?materia=20110101161250&assunto=27&onde=Politica

Em nota, 56 entidades chamam concessão de Belo Monte de 'sentença de morte do Xingu':
http://oglobo.globo.com/economia/mat/2010/08/26/em-nota-56-entidades-chamam-concessao-de-belo-monte-de-sentenca-de-morte-do-xingu-917481377.asp

Marina Silva considera 'graves' as pressões sobre o Ibama:
http://www.estadao.com.br/noticias/economia,marina-silva-considera-graves-as-pressoes-sobre-o-ibama,475782,0.htm

Segurança energética, alternativas e visão do WWF-Brasil:
http://assets.wwfbr.panda.org/downloads/posicao_barragens_wwf_brasil.pdf


Apoie a comunidade da Avaaz! Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas -- clique para doar.



A Avaaz é uma rede de campanhas globais de 5,6 milhões de pessoas
que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 13 países de 4 continentes, operando em 14 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

TERRA AMBIENTAL:NOSSA(FALTA DE)EDUCAÇÃO(E CONSCIÊNCIA) DE CADA DIA

Uma foto para refletir

É impressionante a quantidade de garrafas pet que o mar devolve para a areia .Levando em conta  que uma embalagem dessa demora mais de 200 anos para se decompor, dá para avaliar o estrago que provoca ao meio-ambiente a curto e longo prazo, mesmo assim, continuam jogadas de forma indiscriminada por todas as partes. Essa a situação da praia de Sant`Anna hoje pela manhã.

Fonte: http://blogdoriovermelho.blogspot.com/2011/01/uma-foto-para-refletir.html
http://terraambiental.blogspot.com

domingo, 9 de janeiro de 2011

CURSO DE BIOLOGIA MARINHA E OCEANOGRAFIA - 2 módulos - com desconto



CURSO DE BIOLOGIA MARINHA E OCEANOGRAFIA - em 2 módulos independentes (com desconto!)

IMPORTANTE:
  • Esse curso será oferecido em 2 módulos, mas eles são independentes. Caso o aluno deseje se inscrever para ambos, terá o desconto de R$ 50,00 no valor total. 
  • Os 2 cursos ficam em R$ 500,00, podendo ser parcelados em 3x de R$ 167,00 (1ª até 17/01, 2ª 17/02 e 3ª até 17/03). 
  • Excepcionalmente, não será oferecido o desconto de R$ 30,00 aos ex-alunos. 
  • Quem se inscrever para os 2 módulos, poderá solicitar um certificado de 50h, caso deseje.

INFORMAÇÕES SOBRE O MÓDULO 1:

Local: Angra dos Reis, RJ – Ilha Grande – Abraão, Lagoa Azul e arredores

Data: 18 a 20/02/2011, 6ª a domingo
(embarque em Conceição de Jacareí, RJ, às 21h do dia 18; saída do Abraão no dia 20 às 16h)

Carga horária: 25 horas

Conteúdo: fundamentos de Biologia Marinha; parâmetros físico-químicos da água do mar (medições); avistagem e identificação de fauna marinha (taxonomia); introdução à oceanografia; biodiversidade marinha; vivência em Educação Ambiental; valência ecológica; espécies exóticas e água de lastro.

Programação:
6ª à noite: chegada ao Abraão e rápidas apresentações da turma e do curso
Sáb – Saída de barco para aulas práticas de identificação de seres marinhos com mergulho livre (snorkeling - não é necessário curso ou experiência prévia)
Dom – caminhada p/ Praia Preta e Poção e aulas. Encerramento 16h.

Investimento: R$ 260,00

Itens incluídos:
- Traslado de ida e volta para o Abraão;
- 2 diárias de hospedagem em camping (barraca não incluída);
- 1 saída de barco durante todo o dia 19/02;
- Aulas;
- Trilha e vivência de Educação Ambiental no dia 20/02;
- Certificado;
- CD-Rom com material didático;
- Brinde Mimos Marinhos.

Inscrições:

- À vista: depósito de 260,00 até 17/01/2011.
OU
- Parceladas em 2 x sem juros:
2 depósitos de R$ 130,00. O 1º até 14/01/2011 e o 2º até 14/02/2011.

INFORMAÇÕES SOBRE O MÓDULO 2:

Local: Angra dos Reis, RJ – Ilha Grande – Araçatiba
Principais áreas de estudo: Araçatibinha e Lagoa Verde

Data: 19 e 20/03/2011 (sábado e domingo)

Carga horária: 25h

Conteúdo: observação in loco e identificação de espécies marinhas, biologia de peixes (com necropsia de um exemplar adquirido de pescadores), fundamentos de Oceanografia, noções de Echinodermata, costão rochoso; interdisciplinaridade ambiental, bentos x nécton, tartarugas-marinhas, aula teórica conceitual (2h).

Programação:
Sáb 9h – Encontro em Angra dos Reis e embarque para Araçatiba; camping; tarde: aulas práticas;
noite: aula teórica
Dom – caminhada para a Lagoa Verde, snorkeling e aulas. Encerramento 16h.

Investimento: R$ 290,00

Inclui:
- Hospedagem em camping (barraca não incluída, mas pode ser alugada, com colchonete, por R$ 30,00);
- 1 café da manhã self-service;
- Barco exclusivo Angra dos Reis X Araçatiba X Angra dos Reis;
- Aulas;
- 2 almoços (culinária caseira, à base de horta orgânica);
- Certificado;
- CD-Rom com material didático;
- Brinde Mimos Marinhos.

Inscrições:
- à vista: depósito de 290,00 - ATÉ 23/02/2011.
OU
- parceladas em 3x: 3 depósitos de R$ 97,00. O 1º ATÉ 27/01/2011, o 2º ATÉ 14/02/2011 e o 3º até 14/03/2011.
OU
- parceladas em 2x: 2 depósitos de R$ 145,00. O 1º ATÉ 14/02/2011 e o 2º ATÉ 14/03/2011.

INFORMAÇÕES REFERENTES A AMBOS OS MÓDULOS:

Professores:
Cesar Bernardo: mestrando em Ensino das Ciências (Química), pós-graduado em Biologia Marinha e Oceanografia, biólogo, professor de Biologia e Química, Coordenador do Curso Técnico, Médio do Instituto Martin Luther King

Suzana Ramineli: mestranda em Ciência Ambiental, pós-graduada em Biologia Marinha e Oceanografia, pós-graduanda em Planejamento e Gestão Ambiental, bacharel em Comunicação Social e Coordenadora de Projetos Ambientais e Eventos da Escola de Mergulho Brazil Divers

Público: (a partir de 18 anos) estudantes de biologia, ecologia, gestão ambiental, turismo, antropologia, geografia, veterinária, engenharia ambiental/florestal, educação ambiental, oceanografia e áreas afins; ambientalistas; mergulhadores; interessados em aprender sobre o tema.

Dados bancários para depósito:
Banco Real/Santander - Banco número 356 - Agência 0453 - Conta corrente 6719842-4
Favorecida: Suzana Muniz Ramineli
Após o(s) depósito(s), enviar comprovante escaneado ou fotogrado para o e-mail naturaulas@gmail.com, com nome completo, tels, e-mail, idade, instituição, profissão e como soube do curso. Você receberá um e-mail comprovando sua inscrição.

Atenção!
1 - Não é permitido o porte de arpão e nem coleta de nenhum tipo.
2 - O aluno deve levar seu kit básico de mergulho (máscara, snorkel e nadadeiras) ou alugá-lo nos dias de curso. Para isso, é necessário nos avisar no momento da inscrição.
3 - Inscrições abertas para o Módulo, para o Módulo 2 e para ambos unificados. Vagas limitadas.

Informações: naturaulas@gmail.com

www.naturaulas.blogspot.com




--
www.naturaulas.blogspot.com




--
www.naturaulas.blogspot.com




--
www.naturaulas.blogspot.com






sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Enxame, vexame




Caros amigos,



As abelhas estão morrendo em todo o mundo, colocando em perigo a nossa cadeia alimentar. Os cientistas culpam os agrotóxicos e quatro governos europeus já os proibiram. Se conseguirmos que os EUA e a União Europeia se unam à proibição, outros governos ao redor do mundo poderão seguir o exemplo e salvar da extinção milhares de abelhas. Assine a petição e encaminhe este apelo urgente:
Silenciosamente, bilhões de abelhas estão morrendo, colocando toda a nossa cadeia alimentar em perigo. Abelhas não fazem apenas mel, elas são uma força de trabalho gigante e humilde, polinizando 90% das plantas que produzimos.

Vários estudos científicos mencionam um tipo de agrotóxico que contribui para o extermínio das abelhas. Em quatro países Europeus que baniram estes produtos, a população de abelhas já está se recuperando. Mas empresas químicas poderosas estão fazendo um lobby pesado para continuar vendendo estes venenos. A única maneira de salvar as abelhas é pressionar os EUA e a União Europeia para eles aderirem à proibição destes produto letais - esta ação é fundamental e terá um efeito dominó no resto do mundo.

Não temos tempo a perder - o debate sobre o que fazer está esquentando. Não se trata apenas de salvar as abelhas, mas de uma questão de sobrevivência. Vamos gerar um zumbido global gigante de apelo à UE e aos EUA para proibir estes produtos letais e salvar as nossas abelhas e os nossos alimentos. Assine a petição de emergência agora, envie-a para todo mundo, nós a entregaremos aos governantes responsáveis:

https://secure.avaaz.org/po/save_the_bees/?vl

As abelhas são vitais para a vida na Terra - a cada ano elas polinizam plantas e plantações com um valor estimado em US$40 bilhões, mais de um terço da produção de alimentos em muitos países. Sem ações imediatas para salvar as abelhas, poderíamos acabar sem frutos, legumes, nozes, óleos e algodão.

Nos últimos anos, temos visto um declínio acentuado e preocupante a nível global das populações de abelhas - algumas espécies de abelhas estão extintas e outras chegaram a 4% da população no passado. Cientistas vêm lutando para obter respostas. Alguns estudos afirmam que o declínio pode ser devido a uma combinação de fatores, incluindo doenças, perda de habitat e utilização de produtos químicos tóxicos. Mas um importante estudo independente recente produziu evidências fortes culpando os agrotóxicos neonicotinóides. A França, Itália, Eslovênia, e até a Alemanha, sede do maior produtor do agrotóxico, a Bayer, baniram alguns destes produtos que matam abelhas. Porém, enquanto isto, a Bayer continua a exportar o seu veneno para o mundo inteiro.

Este debate está esquentando a medida que novos estudos confirmam a dimensão do problema. Se conseguirmos que os governantes europeus e dos EUA assumam medidas, outros países seguirão o exemplo. Não vai ser fácil. Um documento vazado mostra que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA já sabia sobre os perigos do agrotóxico, mas os ignorou. O documento diz que o produto da Bayer é "altamente tóxico" e representa um "grande risco para os insetos não-alvo (abelhas)".

Temos de fazer ouvir as nossas vozes para combater a influência da Bayer sobre governantes e cientistas, tanto nos EUA quanto na UE, onde eles financiam pesquisas e participam de conselhos de políticas agrícolas. Os reais peritos - apicultores e agricultores - querem que estes agrotóxicos letais sejam proibidos, a não ser que hajam evidências sólidas comprovando que eles são seguros. Vamos apoiá-los agora. Assine a petição abaixo e, em seguida, encaminhe este alerta:

https://secure.avaaz.org/po/save_the_bees/?vl

Não podemos mais deixar a nossa cadeia alimentar delicada nas mãos de pesquisas patrocinadas por empresas químicas e os legisladores que eles pagam. Proibir este agrotóxico é um caminho necessário para um mundo mais seguro tanto para nós quanto para as outras espécies com as quais nos preocupamos e que dependem de nós.

Com esperança,

Alex, Alice, Iain, David e todos da Avaaz

Leia mais:

Itália proibe agrotóxicos neonicotinóides associados à morte de abelhas:
http://www.ecodebate.com.br/2008/09/22/italia-proibe-agrotoxicos-neonicotinoides-associados-a-morte-de-abelhas/

O desaparecimento das abelhas melíferas:
http://www.naturoverda.com.br/site/?p=180

Alemanha proíbe oito pesticidas neonicotinóides em razão da morte maciça de abelhas:
http://www.ecodebate.com.br/2008/08/30/alemanha-proibe-oito-pesticidas-neonicotinoides-em-razao-da-morte-macica-de-abelhas/

Campos silenciosos:
http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/campos_silenciosos_imprimir.html

--------------


Apoie a comunidade da Avaaz! Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas -- clique para doar.



A Avaaz é uma rede de campanhas globais de 5,6 milhões de pessoas
que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 13 países de 4 continentes, operando em 14 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.