sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Saiba por que 2010 foi um ano de vitórias.



Conseguimos ótimos resultados em 2010.
E você tem tudo a ver com isso.

Obrigada por apoiar o nosso trabalho em 2010, que foi um ano de grandes vitórias. Nossos projetos nos principais biomas brasileiros estão gerando cada vez mais desenvolvimento sustentável e conservando regiões da Mata Atlântica, Cerrado, Pantanal e Amazônia.

Um exemplo notável é o trabalho de conservação de nascentes
e recuperação de solo nas cabeceiras do rio Cabaçal,
no Mato Grosso. O Cabaçal é um dos responsáveis pelo abastecimento de água no Pantanal, região de rica biodiversidade. Com a parceria e a participação das comunidades, prefeitura, universidades e voluntários locais, estamos provando que
é possível alçar voos mais altos e realizar ações que
geram resultados.

Por essa e várias outras conquistas, em 2010 conseguimos ficar bem mais perto do nosso objetivo: contribuir para a construção
de uma sociedade que utiliza os recursos naturais de forma responsável.

O ano que está chegando será ainda melhor, com toda a certeza. Ainda mais contando com a sua ajuda.

Em nome de toda a equipe WWF-Brasil, desejo a você e a
sua família um 2011 muito feliz!

BIODIVERSIDADE

Lobo-guará: belo, solitário e ameaçado.

Maior canídeo da América do Sul, o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é um animal típico do Cerrado. Pode atingir até
1 metro de altura e pesar 30 quilos. É encontrado no Brasil e
em regiões da Argentina, Bolívia, Paraguai, Peru e Uruguai.

Altivo, esguio e elegante, também é conhecido como lobo-de-crina, lobo-vermelho, aguará, aguaraçu e jaguaperi, todos nomes inspirados em sua bela pelagem laranja-avermelhada. Na natureza, vive cerca de 15 anos. A cada gestação, de pouco mais que
2 meses, nascem em média 2 filhotes. Alimenta-se de pequenos animais e frutos variados do Cerrado. O lobo-guará é tímido, solitário e praticamente inofensivo. Prefere manter distância dos humanos, mas a fragmentação do seu meio ambiente faz com
que muitos deles tenham que deixar seus refúgios para se
alimentar e reproduzir, tornando-se vítimas de automóveis e caçadores, por exemplo.

O WWF-Brasil está retomando suas atividades no Cerrado, onde promoverá a ampliação e a efetivação de parques nacionais e outras unidades de conservação, bem como atividades produtivas que reduzam os impactos e promovam a recuperação da flora e da fauna nativas deste bioma, que é a formação com savanas mais rica em vida no planeta.

NOTÍCIAS
23.11 • Bilhões de toneladas de gases do efeito estufa podem ser lançadas na atmosfera.
Se as alterações no Código Florestal Brasileiro forem aprovadas, o equivalente a 25,5 bilhões de toneladas de gases do efeito estufa podem ser lançadas na atmosfera. Leia mais.
26.11 • A certificação já é uma realidade no campo.
A vida de produtores no Acre está mudando com o programa
de certificação de propriedades rurais que tem o apoio do
WWF-Brasil. Eles recebem treinamento, apoio técnico e
incentivo financeiro para que suas atividades sejam feitas
de forma sustentável. Leia mais.
24.11 • Nasce um movimento de proteção no Pantanal.
A comunidade do rio Cabaçal, com apoio do WWF-Brasil,
está revertendo o quadro de destruição dos recursos naturais
da pequena cidade e devolvendo ao município o título de
Paraíso das Águas. Leia mais.
MAIS NOTÍCIAS


Faça sua doação extra agora!.
 
DOAÇÃO EM AÇÃO

Ótima notícia! O Parque Estadual Restinga
de Bertioga, em São Paulo, está oficialmente criado. O decreto, assinado pelo governador Alberto Goldman, foi publicado em 10 de dezembro passado no Diário Oficial do Estado
de São Paulo. Com 9,3 mil hectares, a mais nova área protegida de São Paulo abriga rios, espécies ameaçadas e exclusivas, e será um espaço dedicado ao ecoturismo, lazer e educação ambiental para os brasileiros. Além disso, forma um "corredor ecológico" que interliga regiões litorâneas à Serra do Mar.

O WWF-Brasil vinha lutando há bastante
tempo por essa iniciativa. Foram mais de 5 mil assinaturas a favor do bloqueio de atividades
que degradavam o meio ambiente.

Obrigado aos nossos afiliados, que foram decisivos nessa vitória.

DOAÇÃO EM AÇÃO
Amazônia. Muito já foi feito, muito mais há por fazer.

A preocupação do WWF-Brasil com a Amazônia
é proporcional à sua importância para a biodiversidade do planeta. Nossa estratégia
para a região inclui, entre vários outros projetos, as unidades de conservação, o apoio ao
Programa Áreas Protegidas da Amazônia
(Arpa) e as iniciativas que promovem o desenvolvimento sustentável.

O Arpa iniciou sua 2ª fase e teve um balanço feito pelos parceiros no Programa: MMA, Funbio, WWF-Brasil, Banco Mundial, KfW e GTZ (a cooperação técnica alemã). Dentre os principais resultados obtidos com o nosso apoio, temos 63 unidades de conservação, sendo 30 delas de uso sustentável. Todas juntas totalizam 34 milhões
de hectares. Foram investidos R$ 114 milhões
na criação e consolidação de unidades de conservação e arrecadados R$ 70 milhões
para o Fundo de Áreas Protegidas (FAP).

Ajude o WWF-Brasil a conservar a natureza amazônica. Faça uma doação extra.

DOE AGORA!


MOBILIZE-SE

Encante-se com uma enorme variedade de aves de grande beleza e hábitos interessantes.
Clique aqui e baixe agora o Guia de Aves Mata Atlântica Paulista, uma ajuda valiosa tanto para quem é observador iniciante quanto para quem
já tem experiência no assunto.

E aqui vai uma ótima dica para as férias: a observação de pássaros nos parques estaduais de São Paulo. Um dos locais mais interessantes para esta atividade é o Parque Estadual Serra
do Mar – Núcleo Picinguaba, no município de Ubatuba, que tem um centro de observação de aves. Nos parques é possível adquirir a versão impressa do guia por apenas R$ 10,00.

Mais informações sobre o Parque Estadual Serra do Mar – Núcleo Picinguaba podem ser obtidas
na página da Fundação Florestal do Estado
de São Paulo
.


Envie esta newsletter para um amigo.
Caso você não queira mais receber esta newsletter e acompanhar as atividades do WWF-Brasil,
envie um e-mail para panda@wwf.org.br - © 2009 WWF | Todos os direitos reservados.
WWF-Brasil WWF-Brasil WWF-Brasil WWF-Brasil

Nenhum comentário: