A cidade de Cuiabá é das que mais tem representatividade na questão ambiental, uma das bandeiras da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. A preocupação em mostrar ao mundo a importância da sustentabilidade e da preservação ambiental parece estar presente nas diretrizes do governo local, que instalou nesta quarta-feira (3/11) a Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado de Mato Grosso (CTMAS/MT). O objetivo é discutir assuntos ligados à sustentabilidade ambiental dentro dos projetos que estão sendo executados para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Vale lembrar que Cuiabá está localizada no pantanal, um grande bioma com 250 mil quilômetros quadrados de extensão e que abriga espécies diversas da natureza. A cidade é uma das que mais têm investido nas ideias de uma Copa Verde, que agrega desenvolvimento e sustentabilidade, uma perfeita integração do esporte com a natureza.

Segundo Yênes Magalhães, diretor que cuida da execução dos projetos em âmbito regional, a Câmara Temática já tem algumas ações projetadas: "Vamos definir algumas ações prioritárias como, por exemplo, o fim do despejo de esgoto in natura no rio Cuiabá – que polui o pantanal –, a gestão adequada do lixo na Região Metropolitana de Cuiabá, bem como o tratamento do lixo a ser produzido durante os jogos da Copa".

O diferencial ambiental não ficado restrito aos projetos que evolvem diretamente a Copa do Mundo da FIFA. O governo local quer aproveitar a competição e estender o legado ecológico para diversas regiões do estado de Mato Grosso. 

"Pretendemos ir além, zerando e compensando as emissões de carbono com o plantio de árvores em vários municípios, intervindo para resolver o problema do esgoto que deságua no pantanal, implantando a coleta seletiva e a reciclagem que gerará inclusão social de famílias carentes, entre outras ações", destaca Yuri Bastos Jorge, que cuida dos assuntos estratégicos dos projetos de Cuiabá ligados à Copa do Mundo da FIFA.

Fonte: http://pt.fifa.com/worldcup/brazil2014/news/newsid=1329866.html