domingo, 29 de novembro de 2009

MICHAEL JACKSON - O SOM DA TERRA

VALE A PENA ASSISTIR



"A natureza não faz nada sem objetivo ou inútil." - Aristóteles





EARTH SONG by MICHAEL JACKSON (CENSURADO NOS EUA)

O vídeo é do single de maior sucesso de Michael Jackson no Reino Unido, que não foi nem "Billie Jean", nem "Beat it", e sim a ecológica "Earth Song", de 1996.


A letra fala de desmatamento, sobrepesca e poluição, e, por um pequeno detalhe, talvez você nunca terá a oportunidade de assistir na televisão.


O Detalhe: "Earth Song" nunca foi lançada como single nos Estados Unidos, historicamente o maior poluidor do planeta. Por isso a maioria de nós nunca teve acesso ao clipe.


Veja, então, o que os americanos nunca mostraram de Michael Jackson.

Filmado na Africa, Amazonia, Croácia e New York.


Emocionante!



Veja no link abaixo:

Clique no link e veja o clipe com a música legendada...


http://www.youtube.com/watch?v=oJEqJ9yALx8


Enviado por Vera Assunção/BA

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

ECOLOGICAMENTE CORRETO!

A google lançou um novo site de busca na internet, chamado eco4planet, com a mesma tecnologia e qualidade de busca.

As novidades:

- A cada 50.000 consultas uma árvore será plantada, e fica disponível no portal o número de mudas atingido.

- O fundo preto da tela, que a princípio gera estranhamento, acaba por descansar os olhos e economizar 20% da energia do monitor (as práticas responsáveis quase sempre acumulam vantagens).
ecologicamente correto !
divulguem!

A iniciativa é nova (a contagem das árvores começou mês passado), e vale a pena divulgar.

http://www.eco4planet.com



Enviado por Antônio Alberto/BA

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

INFORME WWF BRASIL:Qual será o novo futuro do planeta?


Daqui a alguns dias começa a conferência que irá marcar as nossas vidas para sempre. Os líderes mundiais estarão reunidos em Copenhague para discutir e assinar o novo acordo global de clima. As decisões que forem tomadas – ou as que deixarão de ser tomadas – vão determinar o futuro das condições de vida no planeta. Ainda temos tempo de pressionar os governantes para que cheguem a um acordo ambicioso, justo e com força de lei.

Participe da campanha Vote pelo Planeta. Com um gesto simples você pode ajudar a mostrar aos chefes de Estado que precisamos de um acordo global de clima capaz de salvar o mundo dos impactos das mudanças climáticas. Dê seu voto, mande sua mensagem e divulgue para seus amigos e familiares.

A rede WWF está desenvolvendo esta campanha.

Agradecemos o seu apoio, essencial para a realização do nosso trabalho.








O WWF-Brasil acompanha de perto as negociações da Convenção-Quadro das
Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas,
em conjunto com a Rede WWF. Nosso objetivo
é influenciar positivamente os representantes
dos países-membros da ONU para que se consiga atingir um novo acordo global de clima em dezembro de 2009.

Em 2008, o WWF-Brasil investiu R$ 645 mil nas iniciativas de Clima e Energia, o que nos permitiu acompanhar de perto as negociações. Este ano continuamos nossos esforços para que seja possível alcançar, em Copenhague, um acordo climático verdadeiramente consistente, justo e ambicioso. Ele precisa ser assinado em 2009,
a fim de que haja tempo suficiente para que os países o ratifiquem e para que o tratado entre
em vigor a partir de 2012, quando acaba a vigência da primeira fase do Protocolo de Quioto.










Acordo climático: queremos um futuro sustentável.

A mudança para uma economia com baixa dependência de carbono é uma oportunidade de gerar empregos e criar uma sociedade mais saudável, cujo desenvolvimento possa ser mantido por longos períodos. Para isso, precisamos de um novo acordo global de clima que, entre outros pontos, garanta:
• que o aquecimento global fique
bem abaixo do limiar de 2°C;
• que os países industrializados se
comprometam a reduzir suas
emissões em 40% até 2020;
• que os países em desenvolvimento
concordem em agir
significativamente para que suas
emissões fiquem menores em pelo
menos 30% do que a tendência
atual de crescimento em 2020;
• que os países com florestas
tropicaisreduzam 75% das
emissões por desmatamento
até 2020.

A Rede WWF acredita que o acordo de Copenhague deve exigir que todos os governos assumam compromissos com a mudança. Isso dará a milhões de pessoas e outras espécies vivas uma oportunidade de sobrevivência.

Precisamos de você para atingir esses objetivos. Vote pelo Planeta, deixe a sua mensagem e divulgue para seus amigos e familiares.




Ajude o WWF-Brasil a combater o aquecimento global.

O WWF-Brasil vem obtendo sucesso em várias iniciativas para deter a maior fonte de emissão de gases
do efeito estufa no Brasil: o desmatamento. O relatório Scorecards das Melhores e Piores Políticas para um Novo Acordo Global aponta que projetos apoiados pelo WWF-Brasil, de combate à destruição florestal
e de criação de unidades de conservação na Amazônia brasileira, estão entre as políticas públicas mais eficientes na área de clima, energia e meio ambiente, tanto
do ponto de vista ambiental,
como econômico.

Você, afiliado ao WWF-Brasil, é parte importante desse esforço.




Fazendo uma doação, você ajuda
o WWF-Brasil a desenvolver e a manter projetos que combatem
o aumento da temperatura
do planeta, com ações contra
o desmatamento de florestas.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Brasil pode economizar R$17 bi por ano com uma Política Nacional de Resíduos


O assunto é foco central de seminário em Brasília, no próximo dia 25 de novembro

Buscar caminhos econômico-sócio-ambientais para o gerenciamento da água e o manejo de resíduos. Este é um dos principais objetivos do Instituto Brasileiro de Ação Responsável e Governo Federal na realização do IX Seminário Nacional de Gestão de Resíduos e Recursos Hídricos no Brasil: Responsabilidade Social Ambiental Público Privado, no dia 25 de novembro, em Brasília. O evento promove, no Interlegis (Senado Federal), um rico debate sobre o tema, com ênfase no desenvolvimento sustentável do Brasil e medidas que possibilitem sua promoção ao patamar dos dez países com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo.
Partindo da idéia de que água é um recurso esgotável e de valor incomensurável e resíduos são produtos inesgotáveis e de externalidade econômica, ambos são indicadores de desenvolvimento sustentável. O tema Recursos Hídricos já é contemplado nas diversas esferas governamentais, mas ainda necessita de discussão para a criação de novas ações de gestão. Já a questão dos Resíduos pede urgência de um marco regulatório que reduza o passivo ambiental e agregue valor às cadeias produtivas, inclusive, tornado o Brasil mais competitivo internacionalmente.

“O Brasil poderia investir o equivalente a R$17 bilhões todos os anos em saúde e educação, por exemplo, se tivesse uma política adequada de tratamento de resíduos sólidos. A avaliação é do especialista, doutor pela Universidade de São Paulo (USP), Sabetai Calderoni, que realizou uma pesquisa sobre o destino do lixo produzido no país e o quanto ele pode ser valioso se tomado como política de prioridade” (fonte: Danielle Santos, Correio Braziliense, 13/10/2009).

A matéria no jornal destaca também o problema no Distrito Federal: “com cerca de 2,5 milhões de habitantes, apenas 0,01% do lixo é reaproveitado. Um desperdício que poderia render cerca de R$ 200 milhões por ano e gerar mais de 5 mil postos de trabalho”, segundo Sabetai Calderoni. O depoimento do especialista no texto aponta ainda, a falta de estrutura da região para comercializar os resíduos coletados, que acabam sendo enviados a empresas de outros estados, deixando de incrementar o PIB do DF.

Outro ponto de destaque na questão dos resíduos, que vem tendo frequente atenção do GasNet através publicação de matérias, é a questão da produção de biogás em depósitos de resíduos que contenham matéria orgânica, como lixo urbano, esgoto e dejetos animais em propriedades rurais. Como se sabe, o aumento do metano na atmosfera é causa importante no efeito-estufa (uma molécula de metano, CH4, equivale neste aspecto a 21 moléculas do CO2 que a ela corresponderia). Se captado, o biogás pode gerar energia elétrica, e ainda produzir créditos de carbono, além evidentemente de contribuir para uma menor retenção de calor pela camada atmosférica.

O IX Seminário Nacional de Gestão de Resíduos e Recursos Hídricos no Brasil acontece das 9 às 14 horas, no Interlegis, e conta com transmissão via vídeo conferência para as Assembléias Legislativas e vídeo streaming (em tempo real pelo site www.interlegis.gov.br).
Serviço: “IX Seminário Nacional de Gestão de Resíduos e Recursos Hídricos no Brasil”

Data/horário: 25 de novembro (quarta-feira), das 9 às 14h
Local: auditório Antonio Carlos Magalhães do Interlegis (Senado Federal), em Brasília
Realização: Instituto Brasileiro de Ação Responsável e Governo Federal
Instituições Parceiras: Congresso Nacional; Ministério das Minas e Energia; Ministério de Meio Ambiente; Ministério da Integração; Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD); Agência Íntegra Brasil e Interlegis.

Coordenação: Íntegra Brasil
Público estimado: 100 profissionais presenciais – Poder Público (legislativo, executivo e judiciário), setor privado (indústrias, comércio, micro e pequenas empresas), redes virtuais, mídias impressas, instituições nacionais e internacionais, escritórios de advocacia, bancos de investimentos, centros de pesquisa, universidades e terceiro setor.

Inscrições e mais Informações: Agência Íntegra Brasil, www.integrabrasill.com.br
Fonte: Caco Araujo/Denise Margis, Íntegra Brasil/Sindcomb Notícias, novembro/09
Enviado por Teylo Vasconcelos/BA

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

O MUNDO EM NÚMEROS E SUA EMISSÃO DE CO2

Passa o mouse por cima de cada país...Mapa impressionante

Além de indicar quantos nascem e morrem no mundo a cada instante, indica a população de cada país e as emissões de CO2, colocando o cursor em cima. É impressionante o movimento na China e na India.Se verificarem bem, constatarão que a população da Europa não se consegue substituir.

Em contrapartida, a África e a Ásia não param de aumentar.Clicar no link abaixo:

http://www.breathingearth.net/


Enviado por Marcelo Barreira/BA

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Tá calor, mesmo!



Novos dados sobre as emissões mundiais de CO2 (dióxido de carbono, principal gás causador do efeito estufa) indicam que o planeta está a caminho de esquentar 6 graus Celsius neste século, se não houver um esforço concentrado para diminuir a queima de combustíveis fósseis.
.
"Existe um abismo claro entre o caminho que estamos seguindo e o que é necessário para limitar o aquecimento global a 2 graus Celsius [nível considerado relativamente seguro por especialistas]", diz Corinne Le Quéré, pesquisadora da Universidade de East Anglia (Reino Unido) e coautora do novo estudo na revista científica "Nature Geoscience".
.
Na atual década, a principal responsável por puxar para cima as emissões é a China, com seu crescimento industrial alimentado pelo carvão mineral. Hoje, o país é o maior emissor do planeta. .
No entanto, os EUA ainda respondem pelas maiores emissões per capita: 18 toneladas, contra 5,2 toneladas dos chineses (a média mundial é de 4,8 toneladas).
.
Desde 1982, a humanidade produziu 715,3 trilhões de toneladas de gás carbônico, quantidade que equivale ao total de dióxido de carbono emitido por todas as civilizações que existiram no mundo antes disso.

Informações da Folha de S. Paulo


Fonte: http://viniciusfactum.blogspot.com/2009/11/ta-calor-mesmo.html

terça-feira, 17 de novembro de 2009

REDE CEIA APRESENTA NOVA COMUNIDADE NO ORKUT: PARTICIPE - AMIGOS DA PREVENÇÃO

Clic em:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?rl=cpp&cmm=96243101


Conheça também:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=35475977

AQUECIMENTO GLOBAL - INFORME WWF BRASIL


Olá,

Acreditamos que um acordo global de clima justo e eficiente ainda possa ser alcançado em Copenhague, no próximo mês de dezembro, durante a 15a Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima.

Hoje o WWF-Brasil lança a campanha Vote pelo Planeta. É hora de decidir. Dê o seu voto pelo planeta e pela vida.

Graças ao seu apoio, inúmeras mensagens foram enviadas ao presidente Lula e seus ministros pedindo um posicionamento público sobre a relutância dos países desenvolvidos de assumirem sua responsabilidade em relação às mudanças climáticas.

Estamos cumprindo a nossa missão e o presidente deu várias declarações sobre o assunto. No entanto, o Brasil ainda precisa apresentar metas voluntárias de redução da emissão de gases de efeito estufa. O pedido foi feito pessoalmente ao presidente Lula, pelas organizações integrantes da campanha TicTacTicTac, entre elas o WWF-Brasil, durante o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, realizado dia 9 de novembro, em São Paulo.

Ainda há muito a fazer nesses 25 dias restantes para Copenhague. Precisamos garantir que os líderes mundiais tomem as medidas necessárias para que a temperatura do planeta não aumente mais do 2oC em relação à temperatura de 1990.

Participe da campanha Vote pelo Planeta - um movimento global da Rede WWF, presente em mais de 100 países:

Registre seu voto no mapa, um aplicativo desenvolvido em parceria com o Google;
Deixe sua mensagem contra o aquecimento global;
Envie este e-mail para seus amigos e familiares;
Divulgue a ação pelos seus canais do Twitter, Orkut e Facebook;
Publique o mapa no seu blog;
Assine o manifesto TicTacTicTac;

Faça tudo isso pelo site www.wwf.org.br

Muito obrigado. Juntos podemos mostrar aos líderes mundiais que é possível deter o aquecimento global.


Denise Hamú
Secretária-Geral
WWF-Brasil

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

O ESCâNDALO DA FOME

Caros amigos, A crise econômica agravou a fome e a pobreza nos países mais pobres. Governantes agora querem esquecer o compromisso de destinar USD$20 bilhões ao combate à fome. A Cúpula sobre Alimentação é o momento chave para lembrá-los de sua promessa. Assine a petição:


1 em cada 6 pessoas do mundo passam fome todos os dias. Com a crise econômica global a situação só se agravou

Em poucos dias governantes irão se encontrar na Cúpula sobre Alimentação em Roma. Porém, a França, Alemanha, Reino Unido, Itália e Japão estão voltando atrás nos USD$20 bilhões prometidos no começo do ano para combate à fome.

Milhões de vidas dependem deste financiamento, por isto não podemos deixar eles esquecerem a sua promessa. Assine a petição abaixo, ela será divulgada em uma ação espetacular no Coliseu em Roma na véspera da Cúpula:

http://www.avaaz.org/po/world_hunger_pledges


Há alimento suficiente para todos nós. Porém o número de pessoas sofrendo de fome crônica atingiu o record de 1 bilhão este ano.

Centenas de bilhões foram gastos por governos ricos para salvarem bancos, mas mesmo assim o G8 quer reduzir os USD$20 bilhões que seriam investidos na agricultura em países pobres para somente USD$3 bilhões. Isto é um escândalo, considerando os milhões que passam fome no mundo.

A Cúpula de Roma é a nossa melhor oportunidade para pressionar estes países a promoverem a produção de alimentos em pequena escala. Pesquisas mostram que a agricultura intensiva não é eficaz em combater a fome e que tem um alto impacto ambiental.

Nós estamos nos unindo ao grupo anti-pobreza Action Aid e redes de pequenos agricultores para pressionar os governos do G8. Assine a petição para a Cúpula de Roma – cada assinatura será representada na ação no Coliseu:


A crise econônica e as mudanças climáticas estão afetando mais duramente os mais pobres. Em momentos como este precisamos manter a união e mostrar que nos preocupamos com aqueles que mais precisam. Assine a petição abaixo:

http://www.avaaz.org/po/world_hunger_pledges


Com esperança,

Luis, Alice, Benjamin, Graziela, Ricken, Pascal, Iain, Paula, Paul, Veronique e toda a equipe Avaaz

Leia mais:

Apóie a campanha contra a fome da Action Aid no Brasil. A Câmara dos Deputados só precisa de uma votação favorável para fazer da alimentação um direito ao alcance de todos os brasileiros. Assine agora a carta aos parlamentares exigindo a aprovação do direito à alimentação na Constituição:


Saiba mais sobre a Action Aid:
http://www.actionaid.org.br/


Preço dos alimentos ainda castiga países pobres, diz FAO:
http://www.google.com/hostednews/epa/article/ALeqM5iL_PcavfMQZD46WEbhzF-cEnX4jw


Uma grave insegurança alimentar afeta 31 países, alerta a FAO:
http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5gpzFP8pSBmvAf3lBt4EHsHQTMnOQ


Começa em Roma Fórum Paralelo ao da FAO sobre Segurança Alimentar:
http://www.ansa.it/ansalatinabr/notizie/fdg/200911121725360736/200911121725360736.htm
l

----------------------------------------

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

UMA PAUSA



Que coisa bela é a Natureza. Ela está a sua disposiçao todo o tempo esperando para conversar com ela. Ela é a maior expressão do divino.Se permita admirá-la,observar seus movimentos,ouví-la através do canto dos pássaros e o som das ondas que batem nas pedras.

Se permita pisar na areia da praia ou na grama do seu jardim,ou da praça ou pelo menos olhar a lua. Já viu o pôr-do-sol hoje?E ontem? Não? Vá amanhã ou depois de amanhã.


Quando falamos em preservar o Meio Ambiente estamos falando em nos preservar,enquanto espécie humana,enquanto animais e mais do que isso,racionais,inteligentes.A Natureza como sendo obra de Deus não é algo a parte,estamos inseridos nela e somos responsáveis por tudo de bom o ruim que pode acontecer.É o fator humano!


Observe as Crianças quando vêem as obras divinas!Na natureza está a doença a e a cura de tudo.Só nos cabe ser merecedores de sua descoberta,pois a nossa psicosfera coletiva é que em direção ao Universo nos dá o que oferecemos,até um certo ponto,porque o Universo é Deus e Ele está sempre a nosso favor.Nós que teimamos em encará-los e fazer as coisas do nosso jeito,egoísta e egocêntrico.


Não somos máquinas,Precisamos de pausas,seja de uma semana,um mês para refazimento da mente,do corpo e claro,do espírito.


Não é necessário a prática de nenhum esporte radical que ponha em risco sua Segurança física,emocional e psicológica. Não é necessário prazer efêmero atrás de baladas e abuso do corpo.Uma boa leitura como alimento da alma,a prece de agradecimento e preparação do porvir.E ah,não esquecer de pedir luz por aqueles que tenham inveja,que são incapazes de perceber que eles também terão o momento deles. É sério,infelizmente ninguém está livre disso não importa se é família,colega,amigos.É do espírito mesmo!


O mundo hoje está vivendo um ritmo muito acelerado,de inquietaçôes,cobranças,resultados,produtividade,máscaras,falta de privacidade e carente de evangelizaçao,de cristianismo,de louvor a Deus,de respeito ao próximo,que o diga no trânsito.Qualquer coisa é motivo de melindre,de agressão.Precisamos reaprender a respirar,a contar até 3,10,100 como fazíamos no esconde-esconde,lembram?


Precisamos de pausas,hoje e sempre.Nossa bençao corporal e mental agradecem!

Foto: Anne - Novembro/2007


quinta-feira, 5 de novembro de 2009

MEIO AMBIENTE NA ESPANHA


Os 60 milhões de quilos de lixo que diariamente são recolhidos na Espanha começam a ser manejados de maneira mais adequada para a proteção do meio ambiente.O mais destacável exemplo é o que está em construção no aeroporto de Barcelona. Esse sistema é construído com lixeiras colocadas na rua ou em locais próprios dentro dos edifícios, os quais têm um buraco que leva o lixo automaticamente por meio de uma rede de tubulações subterrâneas até uma central à velocidade de 60 quilômetros por hora, impulsionado por uma forte corrente de ar. Essas centrais têm um sistema pelo qual o ar impulsor é filtrado antes de sair limpo para a atmosfera e o lixo é automaticamente separado antes de ser retirado e enviado aos seus respectivos destinos de reciclagem. Uma vantagem desse sistema é que o usuário não precisa ir à rua com o saco de lixo para jogar em uma lixeira e também não haverá mais resíduos espalhados pelas cidades.
Fonte: Envolverde

EXEMPLO...


Conhecida como uma das cidades mais sujas do Chile, Talca demonstra vontade e age a fim de mudar esse estigma. No dia 18 de outubro foi realizada a campanha “Todo Talca Limpia Talca”, promovida pela Prefeitura e Secretaria do Meio Ambiente do município, com o objetivo de incluir toda a comunidade na limpeza urbana. A iniciativa foi um sucesso, contando com a participação de mais de mil voluntários que recolheram mais de 250 toneladas de lixo da cidade.A ação é parte de uma estratégia socioeducativa que busca unir esforços na gestão e tratamento de resíduos domiciliares, gerando integração social e educação ambiental entre a vizinhança.
Veja mais com a foto em:

A HORA DO LULA

Caros amigos brasileiros, O Brasil tem um papel importante em pressionar os países ricos nas negociações climáticas de Copenhague, porém isto só irá acontecer se tivermos metas nacionais ambiciosas. Assine a petição para o Lula pedindo para ele apoiar um tratado forte, justo e vinculante em Copenhague. Ela será entregue para o Lula em mãos próxima segunda!


O tempo está acabando para as negociações finais da ONU em Copenhague para evitar uma catástrofe climática. O mundo precisa que o Brasil lidere com metas fortes de controle de emissões, mas o Presidente Lula está fortemente dividido num impasse entre ministros.

Nós só temos 10 dias até o Lula tomar uma decisão. Nós já vimos como milhares de mensagens de brasileiros pode influenciar as decisões do Lula – vamos pressioná-lo novamente para garantir que o Brasil seja um líder das mudanças climáticas.

A petição sera entregue ao Lula em pessoa esta segunda-feira dia 9 de novembro e nós precisamos de uma grande quantidade para balancear a pressão do lobby contra as metas! Assine a petição e divulgue para seus amigos:

http://www.avaaz.org/po/peticao_tictac_lula


A Dilma Rousseff disse após a reunião com o Lula que o Brasil terá um “esforço voluntário” o que é um enorme retrocesso nos compromissos anteriores do Brasil e considerando a necessidade de metas concretas para Copenhague. Há interesses fortes contra as metas principalmente de alguns segmentos dos setores agropecuário, energético e industrial que atuam dentro do governo brasileiro. Porém, a falta falta de consenso mostra que o Lula ainda está dividido e a voz da opinião pública pode fazer a diferença.

Em todo encontro internacional de chefes de estado o Lula tem demonstrado liderança e a vontade de apoiar uma solução climática forte em Copenhague. Porém, ele ainda não colocou as suas palavras em prática. O Plano Nacional de Mudanças Climáticas com metas fortes é a oportunidade do Lula liderar como exemplo pressionando os países ricos a levarem Copenhague a sério.

Segunda-feira será a nossa oportunidade de dizer para o Lula que precisamos de um tratado forte, mas antes disso precisamos de um número massivo de assinaturas para não fazer feio e mostrar que a sociedade civil brasileira se preocupa com as mudanças climáticas e querem que ele tome as decisões certas. Apóie esta campanha, assine a petição no link:

http://www.avaaz.org/po/peticao_tictac_lula


Com esperança,

Graziela, Luis, Alice, Paula, Benjamin, Ricken, Iain, Pascal, Veronique e toda a equipe Avaaz

Leia mais sobre o assunto:

Queda de braço no governo sobre as metas do clima:
http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2009/11/04/queda-de-braco-no-governo-sobre-as-metas-do-clima-914603222.asp


Governo adia definição de proposta brasileira para Conferência do Clima:
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1§ion=Geral&newsID=a2705464.xml