quarta-feira, 7 de outubro de 2009

CONHEÇA O PROJETO ÁGUA LIMPA

http://www.projetoagualimpa.org.br/

No Brasil a degradação das matas ciliares, das florestas, dos banhados e das áreas úmidas foi e continua sendo resultado da expansão sem limites das fronteiras agrícolas. As superfícies de mata são intensamente utilizadas para a agricultura ou pastagem, o que provoca o empobrecimento dos solos. Além dessas, a exploração florestal, a expansão das áreas urbanas e a poluição doméstica e industrial têm grande contribuição na destruição histórica da qualidade dos recursos hídricos.
O Código Florestal Brasileiro e a Resolução do CONAMA 303/2002 consideram como de preservação permanente as matas ciliares ao redor de nascentes, assim como de picos de morros e encostas íngremes. As matas ciliares das microbacias dos Lajeados Pratos e Guilherme são áreas que demandam prioridade para as ações de revegetação e/ou enriquecimento.
Essas matas têm um papel estratégico na conservação da biodiversidade, na preservação da qualidade da água e para a formação de corredores ecológicos entre as reservas e matas primárias existentes no Estado.

Nenhum comentário: