sexta-feira, 21 de março de 2008

UMA VERDADE INCONVENIENTE

Sugiro aos visitantes desta página que assistam ao filme UMA VERDADE INCONVENIENTE com Al Gore. O filme em forma de palestra e documentário revela como anda a saúde do nosso planeta,as verdades sobre os números e posturas dos países mais agressores e daqueles que carecem de informação e apoio na sua infra-estrutura para proporcionar uma energia mais limpa e que possamos reduzir os danos aos nossos descendentes.
Hoje pagamos o preço da industrialização,desde a época da Revolução Industrial que bombardeou a atmosfera de partículas de carbono oriundas das fábricas movidas a Carvão e da ausência de Educação Ambiental ainda hoje dominante na comunidade internacional,principalmente da população mais pobre do planeta(maioria dos 6 Bilhões de habitantes). É sabido que o planeta naturalmente passa por transformaçôes,ciclos para os quais está previsto na sua maturação atmosférica e de sua massa. O que temos que rever e atuar imediatamente são nas nossas agressões(antropomorfismo) que tem culminado com alterações climáticas no que tange a temperatura,estações do ano,secas em lugares tipicamente frios,chuvas intensas em lugares tipicamente áridos e quentes,vendavais,furacões,tornados em lugares não comumente encontrados(Santa Catarina) e fora de condiçoes padrões. Nao ha uma atuaçao eficaz e prioritária dos governos federais,principalmente aqui no Brasil.Essa semana recebi um video que eu duvido muito de sua autenticidade e seriedade quando um grupo de Biotecnologia Norte-americana se mobilize em prol da intervenção privada na Amazônia,e que esta não pertence a nenhum país,porque aqueles que deveriam cuidar dela nao estao a altura da tarefa.Fiquei pasmo com tamanha ousadia deles,se bem que nao deixa de ser uma verdade,inconveniente.
Ao final do filme de Al Gore,eles dão dicas de como podemos nos mobilizar junto aos politicos de nosso país e sites ligados as questões ambientais.
Recentemente aqui em Salvador tivemos uma chuva de 6 h que caiu o que normalmente é previsto para o mês de fevereiro.Observei os estragos causados,cidade alagada,engarrafamento,pessoas abandonando os seus veiculos e principalmente os comentarios focados apenas no índice,como se fosse culpa de São Pedro.Coloquei para algumas pessoas duas observações: Uma é que Salvador como a maioria das grandes metrópoles possui a mesma infra-estrutura de drenagem (macro e micro)praticamente de quando foi fundada,pois políticos nao investem o nosso dinheiro de impostos e público no que está embaixo da terra porque nao ha retorno visual e segundo porque nao adianta investir se nao se tem educaçao ambiental.Eu sempre digo que se aumentássemos todo na nossa rede macro para 2 m de diametro o povo colocaria cachorro morto,bichos deversos,lixo orgânico,bezerrro,cobra tudo dentro.Mas houveram algumas evoluçoes. O belo projeto da década de 60 chamado Bahia Azul foi maltratado e colocado na prática na década de 90 da mesma forma que foi concebido a despeito do aumento demográfico e do crescimento urbano e favoreceu interesses políticos,eleitoreiros e empreiteiras que faziam casinha de praia para construir rede de esgoto.A comunidade pobre o apelidou de Bomba Azul,pois quando chegava detonava tudo e tome deslizamento de terra e desabamento,erosão.O projeto aos trancos e barrancos aumentou o índice de menos de 30% para mais de 40% as rede de coleta de esgotamento sanitario,embora a populaçao que tenha agua tratada passe dos 90%(vá entender).Houve aumento no índice de coleta seletiva nos edificios que era 2% e passou dos 10%,apesar de ainda ser uma vergonha,precisamos melhorar muito a nossa consciencia,qualidade no voto nas eleições e vergonha na cara,pois muitas pessoas de classe alta jogam lixo de suas janelas,desperdiçam água e esbanjam descaso com preocupaçoes ambientais inclusive no trânisto.Ignorancia e falta de educaçao independem de classes social,etnia,credo e religião. É do ser e do proprio espírito e dos exemplos que viu nos pais e irmãos.
Visitem o site http://member.wayn.com/carbon_footprint e vejam sobre emissões de carbono.Nossas atitudes estão nos pequenos gestos tais como economizar energia elétrica,água,recliclagem de materiais(procurem as cooperativas atraves da Prefeitura ou Estado),coloquem saquinhos em seus veiculos e bolsas e recolham o lixo para descarte apropriado,nao sujem praias e vias públicas.Ha cidades no Brasil e no mundo que sao exemplos de limpeza e quase nao se vê gari,alias voce sabia que a palavra gari vem do nome prórpio Gári,um russo que criou um serviço e limpeza no Rio de Janeiro?Pois é.

Nenhum comentário: